Puppeteer: Misturando o Melhor do Ocidente e do Oriente

0 0
Puppeteer: Misturando o Melhor do Ocidente e do Oriente

Puppeteer para PS3

Na última semana, na entrevista de Puppeteer, falamos com Gavin Moore sobre as origens do títulos e tivemos algumas ideias sobre como fazer um bom jogo para crianças. Na segunda parte da entrevista, Gavin fala sobre o tamanho do jogo, suas raízes nos clássicos de plataforma do passado e o que a cultura vibrante da equipe de desenvolvimento trouxe ao projeto.

Continue lendo para saber mais sobre o tentador jogo de plataforma da Sony Japan Studio, e espere a próxima atualização sobre o desenvolvimento – escrito pelo próprio Gavin – na próxima semana.

Fred Dutton, Gerente do PlayStation.Blog Europa: Puppeteer é um jogo japonês ou Ocidental?
Gavin Moore, Criador de Puppeteer: É bem interessante, na verdade. Eu vi pessoas no escritório conversando isto, “É Ocidental” “Não, é japonês!” e por aí vai. As pessoas ocidentais tendem a dizer que é japonês, e os japoneses dizem que é ocidental. É um jogo, cara – não importa!

Mas diria que está no meio. A maioria da equipe é japonesa – provavelmente 95%. Mas, obviamente, como o diretor, o cara no comando, como toda essa inglecidade em mim – empurrando todas as coisas estranhas para a cultura deles, e agarrando toda a cultura deles – que eu amo – e misturando, fizemos esta coisa que está no meio.

Acho que ele vai, definitivamente, ressoar como Ocidental, mas acho que terá alguns fãs hardcore no Japão que entenderão.

PuppeteerPuppeteer para PS3

PSB: Uma crítica comum, apontada aos jogos de plataforma, é que eles não representam tanto dinheiro como aventuras completas em 3D. Qual o tamanho de Puppeteer?
Gavin Moore: Se você correr por ele, vai levar 15 horas ou mais. E isso sem você procurar por todos os segredos, ou todas as cabeças.

PSB: Quantas cabeças existem para procurar?
Gavin Moore: Muitas! Escolha um número de três dígitos e adivinhe.

PSB: Você tem alguma favorita?
Gavin Moore: Hmmm… sim, duas na verdade. Gosto da Rocket Head e gosto da Revolver Head.

Puppeteer

PSB: Você não vê muitos jogos de plataforma com grande orçamento ultimamente. Porque decidiu seguir neste gênero?
Gavin Moore: É um estilo artístico que perdemos como criadores de jogos. Eu os amo e jogo desde criança. Quando demo o salto para o 3D com o PS1, todos queriam que os personagens corressem pela tela. Deixamos o 2D de lado.

Se você ama jogar, deve colocar suas mãos em tudo e tentar tudo. Eu sei que as pessoas não tem muito dinheiro agora, mas se é seu hobbie, você não deve ficar tímido – tem que tentar tudo. Vamos ter uma demo para download e ver se é algo que gosta.

PSB: Qual jogos de plataforma vintage mais influenciou o jogo?
Gavin Moore: Todos pegaram influencias de Dynamite Headdy. Sou um grande fã de Mario desde o começo – perdi minha infância naquilo. E eu adoro tiros em 2D com deslocamento lateral. Lembra de Parodius da Konami? Aqueles personagens esquisitos? Você podia ser um surfista em uma prancha atirando siringas em dançarinas de can-can, os gatos piratas, botes pinguim, ou seja lá o que. Isso e Dynamite Headdy são inspirações para Puppeteer. Misture esses dois e você terá Puppeteer, eu espero.

Por favor, informe a sua data de nascimento.