Capcom no PS3 em 2012: Street Fighter X Tekken, Resident Evil: Operation Raccoon City e Mais

18 0
Capcom no PS3 em 2012: Street Fighter X Tekken, Resident Evil: Operation Raccoon City e Mais

Na semana passada, o Jeff e eu tivemos a oportunidade de testar a linha de jogos futuros da Capcom para PS3. Até agora, esses títulos revelados para 2012 são Asura’s Wrath, Dragon’s Dogma, Street Fighter X Tekken e Resident Evil: Operation Raccoon City. Continue lendo para saber mais a respeito dessa eclética lista de jogos, e deixe suas expectativas sobre esses títulos nos comentários!

Street Fighter X Tekken
Para começar, batemos um papo com o especialista da Capcom em jogos de luta, Seth Killian, sobre o iminente Street Fighter X Tekken, que mescla a fluidez 2D elegante de Street Fighter com a pancadaria desregrada de Tekken. Estávamos particularmente curiosos a respeito das Gems, que funcionam como conjuntos de personalização para os seus lutadores, e também sobre como o Cole MacGrath de inFAMOUS 2 vai se sair contra os outros personagens. Assista ao vídeo para saber mais sobre este promissor jogo de luta para PS3 e PS Vita.

Resident Evil: Operation Raccoon City
SID: Com Resident Evil: Operation Raccoon City, a Capcom e a Slant Six querem combinar o suspense da seminal série Resident Evil com os jogos contemporâneos de tiro militar baseados em esquadrões, com uma boa dose de co-op online para até quatro jogadores. A narrativa preenche as lacunas das histórias dos três primeiros jogos, então você vai explorar cenários e sequências por uma perspectiva totalmente nova, guiando o USS Delta Team “Wolfpack” em sua cruel missão de eliminar todas as evidências das ações nefastas da Umbrella Corporation – incluindo o assassinato dos protagonistas de Resident Evil 2, Leon S. Kennedy e Claire Redfield. Conforme você batalha contra hordas de zumbis, seguranças tapados e o estranho Super Tyrant, você coleta fitas de VHS e Zip drives (só pra quem é da antiga!) para saber mais detalhes da história e acumular XP para habilitar novas armas e habilidades especiais.

JEFF: É impressionante como uma mudança de cenário pode mudar completamente aquela sensação de familiaridade dos jogos de tiro táticos em terceira pessoa. No entanto, quem já achou que RE5 mudou a fórmula de Resident Evil, verá que Raccoon City dispensa essa fórmula completamente – não é uma crítica, mas é bom que todos saibam de antemão do que se trata este jogo, para não criar falsas expectativas. Você controla os vilões (da Umbrella), e eles têm bem mais recursos que os caras da S.T.A.R.S. Você não vai dar tirinhos de 9mm por aí, mas explodir qualquer coisa que se mova com um arsenal à sua disposição. O que achei mais interessante foi a variedade incomum de tipos de personagens. Eu testei o “Quatro Olhos”, um cientista com a habilidade de controlar os infectados. Usando o botão Triângulo, eu troquei para o dardo controlador, disparei contra uma turba de zumbis, então usei o R3 para mandar o meu amiguinho de mente influenciável para lutar no meu lugar. Quando ele terminou de limpar a sala, eu retribui meu servo com um tiro de shotgun na cara. Algumas vezes, a vida não é justa.

Pena que não pudemos testar o jogo com o co-op para quatro jogadores – acho que é justamente nesse modo que Resident Evil: Operation Raccoon City vai mostrar todo o seu potencial.

Asura’s Wrath
JEFF: Você acha o colérico e violento Kratos um pouco… pacato? Ou talvez você deseje chefes ainda maiores. Do tipo… maiores que a Terra. Asura’s Wrath foi feito para você. Os quatro capítulos que experimentamos estavam cheios de situações absurdas – socar mísseis de volta para uma nave gigante, lutar contra um semideus equipado com uma katana de 50 km de extensão… na Lua. E aí vem o Wyzen, o chefe semideus que fica tão grande que você só consegue atacar o dedão dele. Asura’s Wrath faz até jogos exagerados como God of War e Bayonetta parecerem conservadores.

SID: Asura’s Wrath é uma interessante mistura de sensações, tipo doce com pimenta, algo como uma sopa quente e azedinha, ou uma boa kombucha. Ele tem sequências de porradaria bombásticas, encontros com chefes colossais e quick time events que lembram God of War, mas a ação tem um visual hipermovimentado numa estilização que lembra os embates de Dragon Ball Z e Fist of the North Star. A ação se desenvolve de maneira rápida e ininterrupta, e uma batalha pode mudar de uma sequência de tiros sobre trilhos para uma cena de perseguição, então para uma conversa, e depois para uma pancadaria em multidão, até finalmente terminar com uma luta hiperbólica contra chefe. O ritmo é furioso, a escala é ridícula e os vilões são resistentes. Como não adorar? Asura’s Wrath chega ao PS3 no dia 21 de fevereiro nos EUA. Olha, é um diazinho antes do PS Vita!

Dragon’s Dogma
SID: A primeira anotação no meu caderno de notas é “o modo de criação de personagens é assustadoramente complexo”. Dragon’s Dogma tem realmente um dos geradores de personagens mais completos que eu já vi – e já vi muitos. Neste RPG de fantasia com mundo aberto, você pode criar um herói de praticamente qualquer tamanho, forma e cor, e então adorná-lo com toda sorte de cicatrizes, rugas e atributos físicos. Gostei da maneira como a compleição do seu herói define as suas habilidades de combate. Criar uma montanha de músculos automaticamente concede a ele a habilidade de empunhar espadas e martelos gigantes, enquanto um personagem menor recebe bônus de agilidade e velocidade. Já eu vou criar uma jovem bárbara de 2 metros de altura e embarcar numa aventura fantástica. Sempre foi o sonho da minha vida!

JEFF: Não, o sonho da sua vida era comer o maior sanduíche do mundo. O que eu achei interessante é que você não apenas cria seu próprio personagem, mas também dedica a mesma atenção para o seu companheiro NPC, o “Main Pawn”. Há toda uma história por trás disso que ainda será revelada, e um pouco dela é sugerida neste novo trailer. Já ganhou meu interesse.

O conceito de um mundo aberto de RPG com muitos dragões imediatamente me fez lembrar de Skyrim, mas, depois de ver Dragon’s Dogma em ação, acho que a comparação não é apropriada. No nosso teste, encontramos um golem, que se tornou uma busca paralela opcional. A criatura de pedra era bem grande, e por causa de sua barra de energia supercomprida, eu lembrei mais de Monster Hunter do que qualquer outra coisa. Nosso personagem a essa altura estava comandando três aliados NPCs, que cumpriam diferentes papéis durante a batalha. Por exemplo, pudemos chamar uma magia de cura com um toque no direcional. Enquanto o golem se entretinha com os nossos companheiros, nosso personagem pôde cruzar o cenário, subir num rochedo até um lança-flechas que enfraquecia bastante a criatura. Então pudemos escalar o próprio golem, no melhor estilo Shadow of the Colossus, para aplicar o golpe de misericórdia em um ponto fraco. A batalha toda durou uns 10 minutos – agora eu sei por que essa busca era opcional.

Os comentários estão fechados.

18 Comentários

  • Tomara que disponibilizem vários pacotes de Skins para os personagem de Street Fighter X Tekken, por exemplo, imaginem Cole MacGrath com roupa Clássica, de Karma ruim, a do 2, de Vampiro, de Reaper, de Kessler, etc.

  • NAVEGADOR33

    tô ansiososo pro esse mega lansamento de Resident Evil: Operation Raccoon City ,sera meu.

  • esse resident evil ta parecendo um remake do dead nation.

  • @ laertebach:

    Comparar aquela coisa chamada Dead Nation com Resident Evil é, no mínimo, muita falta de senso de lógica.

    Saiba que Resident Evil: Operation Raccoon City está sendo feito pela Slant Six, os criadores da série SOCOM. O resultado será uma espécie online de Mercenaries ou Outbreak só que para 8 ou mais jogadores. Site oficial: http://www.residentevil.com/reorc/

  • Rodsvilaca e laertebach

    Para MIM, o re:orc vai ser um re5 com zumbis, mercenarios e policiais se matando ao mesmo tempo.

    acho que vai valer a pena apenas para quem ta com saudade das coisas q tinham o 1,2 e 3.
    O que não e meu caso!

  • Hunk, Nemesis, Nikolai… Bom ver uns rostos conhecidos dos velhos tempos no RE: OC.

  • Desses o que mais me interessa é o Resident, não pelo estilo de jogo em si, mas ver vilões como Nemesis(pra mim o melhor vilão de Resident) e aliados como Leon, Claire, não tem preço.

  • Tomara que esse SxT não seja aqueles jogos apelões.

  • TripulanteBR

    Fabão, gostaria de saber sobre a PS Home? Tem previsão para chegar por aqui? Ou então a PSN Plus?

    • Fabio Santana
      Fabio Santana

      Ambos estão confirmados para o Brasil, mas ainda não há data exata para divulgar neste momento. Fique ligado que rolará anúncio aqui no PS.Blog BR quando chegar a hora. ^_~

  • Olá, desses títulos anunciados gostei de Resident Evil e Asura’s Wrath.

    Gostaria de saber se a PSN BR já tem contrato com a Konami, para disponibilizar jogos, dlc e mais?

  • Obrigado por responder Fabio. Alguma previsão de data para a DLC do Castlevania Lord of Shadows?

    • Fabio Santana
      Fabio Santana

      Não ainda, Erikrazor, mas esse é um dos pedidos mais frequentes da galera daqui. Fazemos uma lista semanal com os principais pedidos e passamos para o pessoal que determina as atualizações da PS Store BR, e DLC de Lord of Shadows está na lista. ^_~

  • NAVEGADOR33

    Ja que a koname ja tem comtrato com a PS Store BR , quer diser que ja estara disponivel uma futura atualizasão de Super Street Fighter 4. certo?

    • Fabio Santana
      Fabio Santana

      Super Street Fighter IV é da Capcom, NAVEGADOR33. Até agora, ela só disponibilizou os DLCs com roupas extras de Street Fighter IV, que também podem ser utilizados no Super SFIV. Demais DLCs do jogo estão na lista de pedidos frequentes que passamos semanalmente para o pessoal da PS Store BR. ^_~

  • Olá NAVEGADOR33, a Konami não tem nada a ver com a Capcom, produtora de Super Street Fighter 4.

    E quanto a atualização do SSFV, aguardo também a liberação para compra dos pacotes de roupas alternativas de todos os personagens.

  • Devo receber meu Super Street Fighter IV Arcade Edition até o dia 9 de Novembro. E desde antes de comprar meu console PS3 eu já estava aguardando também a liberação para comprar os pacotes de roupas alternativas de todos os personagens. Mas ainda fico muito aborrecido pela demora na implantação dos cartões nacionais da PSN Store brasileira…

Por favor, informe a sua data de nascimento.