A historiadora de Destiny da Bungie te prepara para a Temporada dos Atormentados de Destiny 2, já disponível!

0 0
A historiadora de Destiny da Bungie te prepara para a Temporada dos Atormentados de Destiny 2, já disponível!

A historiadora de Destiny, Ashley Flanagan, explica como um imperador icônico e sua filha trouxeram fantasmas do passado até as portas da humanidade.

O dia de hoje marca o início da Temporada dos Atormentados, um novo capítulo da história de Destiny 2. Novos jogadores e Guardiões veteranos estão respondendo ao chamado, já que uma ameaça recorrente surge em nossa galáxia. Nessa nova Temporada, encontraremos referências à conspirações trágicas, problemas de família, com os quais todos podemos nos identificar, e o desejo, não, a necessidade de aproveitarmos a vida como se fosse o fim do universo. 

A historiadora de Destiny da Bungie te prepara para a Temporada dos Atormentados de Destiny 2, já disponível!

Essas referências são todas capítulos de uma história que começou há muito tempo antes da chegada dos nossos Guardiões, e que com sorte continuará por muito tempo após a sua Luz ter sido extinguida. Conforme descobrimos personagens, locais e itens, novas partes dessa história se encaixam, como peças mágicas de um quebra-cabeça. E para a nossa sorte, há alguém na Bungie dedicado a resolver tais quebra-cabeças.  

Sentamos para conversar sobre alguns dos elementos presentes na Temporada dos Atormentados, onde essa história começa, e como a disputa que se formou entre um icônico imperador e sua filha trouxe os fantasmas do passado até as portas da humanidade.  

Gostaria de apresentar para vocês a historiadora de Destiny da Bungie, Ashley Flanagan. 

Lendas Lendarias: Um Imperador à Deriva 

Richard Barrick: Muito obrigado pelo seu tempo conosco hoje. Vamos começar perguntando quem é você e como chegou até aqui. 

Ashley Flanagan: Meu nome é Ash. Sou a historiadora de Destiny da Bungie. Esta não é a primeira vez que atuo como uma espécie de historiadora, embora nem sempre tenha sido no mundo dos games. Tenho uma pós em história Romana e costumava dar aulas sobre isso, o que acabou sendo super relevante para coisas relacionadas ao Cabal, sobre as quais vamos conversar hoje. Entrei para o mundo dos games há mais ou menos dez anos atrás, quando alguns amigos meus começaram a trabalhar em um game indie e me pediram para escrever algo sobre ele.  

Ter trabalhado com a história do mundo real me parece algo relevante, por ter me ajudado a filtrar informação e identificar fontes confiáveis. Um detalhe incomum sobre Destiny é que boa parte da história do jogo é filtrada pelos personagens, que podem ser narradores não muito confiáveis, ou vai me dizer que acreditaria em tudo que Savathûn diria? 

Bem, parece que você então é a pessoa perfeita para nos contar sobre a Temporada dos Atormentados, já que há dois elementos sobre a Temporada que ficam mais interessantes quanto mais você sabe sobre eles: Calus e sua gigantesca nave devoradora de planetas, a Leviatã. Vamos começar por Calus; quem é ele? 

Calus é o antigo imperador do Cabal. A maioria dos membros do Cabal que os jogadores encontram são militares, então é fácil imaginar que toda a cultura do Cabal seja super militarista. Mas Calus é diferente, já que ele é mais um hedonista. Ele vê as forças militares como um meio para um fim, e esse fim é curtir a vida, o tempo todo. E todo o resto do mundo pode curtir a vida também (desde que não entrem em seu caminho). Por isso, a maioria das pessoas enxergava Calus como um Imperador adorado por todos.

Mas isso também o levou a criar inimigos nas forças militares. Seu reinado chegou ao fim quando sua filha Caiatl, junto com vários de seus aliados mais próximos, conspiraram para depô-lo em um evento conhecido como o Golpe da Meia-Noite. 

Calus diz que o maior erro deles é que ele era popular demais para matar. Então a solução que encontraram foi colocá-lo em uma nave, desabilitar seus sistemas de navegação, e mandá-la para os confins do espaço. 

Então, Calus foi exilado e vagou pelas estrelas em sua nave Leviatã, até que um dia quando ele olhou para o espaço e teve uma experiência profunda, sentiu que algo estava olhando de volta para ele. Ele teve uma epifania e passou a acreditar que o universo inteiro estava em rumo a um fim inevitável. Ele decidiu então que o melhor a fazer seria se divertir ao máximo enquanto isso. 

Este é o motivo pelos “jogos” que ele jogou com os Guardiões no Leviatã durante o lançamento de Destiny 2? 

Sim, ele precisa estar entretido o tempo todo. Se depender de Calus, meros cinco segundos de tédio são a pior coisa que poderia acontecer.  

Calus também realmente gostava dos Guardiões, desde que não entrem em seu caminho. Ele acha que são divertidos e emocionantes. Ele adora prometer prêmios aos Guardiões e suborná-los para lutar por ele. A Vanguard realmente odeia que tantos Guardiões sejam susceptíveis a mimos e extorsão.  

Então, ao ser exilado e ter essa epifania, ele então decidiu aproveitar a vida ao máximo e dedicá-la ao hedonismo. Ele foi afetado pelo fato de ter sido traído por sua filha e seus amigos próximos? 

Ele foi muito afetado, sim. Ele chegou a ficar bastante deprimido e não fez nada a respeito disso até a experiência que teve olhando para o espaço; foi isso que o eu a motivação para retomar o controle de Leviatã, transformá-la em uma nave de prazeres, e começar a recrutar campeões para buscar  vingança contra todos que participaram do Golpe da Meia-Noite. Foi então que ele decidiu ir até o sistema Solar e encontrar Ghaul. 

Existe até uma lista impressa, inclusa na Edição de Colecionador de Destiny 2 com os nomes das pessoas que o traíram. E Ghaul estava bem lá em cima dessa lista. 

Por que? Quem é Ghaul? 

A história de Ghaul é inspirada na história Romana, o que sempre foi uma inspiração para o Cabal. Ele foi abandonado quando criança e criado por um dos inimigos políticos de Calus durante seu caminho até se tornar imperador. Ghaul foi um gladiador por um tempo, um dos favoritos de Calus, que começou a enxergá-lo como o filho que nunca teve. Ele eventualmente se juntou à corte de Calus e foi concedido uma posição de liderança nas forças militares. Então, foi muito difícil para Calus quando foi deposto por uma conspiração, na tentativa de colocar Ghaul no trono em seu lugar. Essa traição foi quase tão grande quanto a da participação de sua filha, quase.  

Conhecemos a sua filha, Caiatl, na Temporada dos Escolhidos, certo? Como foi a participação dela em tudo isso? 

Ghaul era alguém que Caiatl admirava, ou ela nunca teria participado na conspiração. Ela o fez por achar que seria uma líder melhor para o Cabal que seu pai. Por muito tempo, ela viu Ghaul como o tipo de soldado que ela queria ser, e o tipo de líder que ela queria ser. 

Ela não aprova nenhuma decisão que ele tomou em Destiny 2. para ela, foi como ver um ídolo cair do pedestal. E agora ela percebe que ele possui tantos defeitos, e tomou decisões que ela nunca teria aprovado. 

Mas ela ainda tem sentimentos por ele, da época de quando o via como um herói, e ela ainda se pergunta se ele aprovaria qualquer coisa que ela fez, se o Ghaul que vive em sua memória estaria orgulhoso dela. 

Parece que ela era mais próxima de Ghaul do que de seu pai, que tanto amava diversão. Como era o relacionamento dela com Calus antes dele ser deposto? 

Caiatl nunca entendeu seu pai, já que ela é um soldado do Cabal, e muito mais em contato com o lado militarista de sua cultura. Ela nunca entendeu todo esse papo de “festa” dele. 

No futuro, vamos mergulhar mais a fundo na vida em família do Cabal. Como foi para Calus ser um pai, como foi a infância de Caiatl, e vamos ver Caiatl tentando entender seu pai, tentando descobrir se faz sentido ele ter um motivo para ele ser como é atualmente. Desde o Golpe da Meia-Noite, o relacionamento dos dois tem sido apenas tentativas de assassinato. Mas acho que se perguntasse para qualquer um deles, ambos diriam que houve um tempo em que se amavam.  

Desde que Caiatl chegou em nossa galáxia, ela formou uma aliança com os Vanguard. Parece que isso apenas vai complicar tudo para ela e Calus. 

Uma nova imperatriz formando uma aliança com os Vanguard contra outras facções do Cabal foi realmente uma decisão enorme e arriscada. Vamos ver o trabalho que ela terá com isso, e tentar encontrar um equilíbrio nessa Temporada. 

Além de sua missão por diversão e vingança, o que mais Calus esconde na manga? O Leviatã parece diferente desde a última vez que o vimos. Me lembra de uma nova que vimos algumas Temporadas atrás na missão Presságio. Aquela nave tem algo a ver com Calus, certo? 

Calus tem feito alguns experimentos usando o artefato conhecido como a Coroa do Desalento, a nave em Presságio era parte disso. Devido à sua fama de festeiro, não pensamos em Calus como um intelectual, mas ele tem estado fascinado com as descobertas sobre a natureza da Escuridão, desde seu experimento onde olhou para o espaço e sentiu que algo olhou de volta para ele. 

Acho que seríamos tolos de pensar que sabemos tudo que se passa pela mente de Calus. Por exemplo, sabemos que o Leviatã está se aproximando da nave Pirâmide na Lua, mas não sabemos o motivo. Você pode falar um pouco sobre isso? 

Em breve vamos descobrir muito mais sobre a história da Frota Negra, então não quero falar muito, mas com certeza muita coisa assustadora aconteceu na Lua a algum tempo atrás. A Lua geralmente é má notícia em Destiny.  

É, ela tem essa vibe. Foi mal, Lua. 

Esperamos que todos vocês tenham curtido aprender sobre um dos ícones favoritos de  Destiny. E esperamos que quando você pise a bordo da Leviatã nesta Temporada, isso os ajude a apreciar a jornada da nave, e como você agora se tornou parte de sua história.  

A Temporada dos Atormentados começa hoje. Todos podem jogar gratuitamente ou pagar para destravar conteúdo extra da Temporada adquirindo um Passe de Temporada. Em nome de todos na Bungie, esperamos vê-los no jogo, escrevendo suas próprias lendas nas estrelas. 

Por favor, informe a sua data de nascimento.