Final Fantasy XIV Endwalker: entrevista com o Produtor e Diretor, Naoki Yoshida

1 0
Final Fantasy XIV Endwalker: entrevista com o Produtor e Diretor, Naoki Yoshida

Detalhes sobre o novo job Reaper, a introdução dos Viera masculinos como raça jogável, a música de Endwalker e mais.

A cada dois anos desde o relançamento de Final Fantasy XIV em 2013, os fãs têm se unido em convenções pelo mundo todo, para ter a chance de ter uma prévia da próxima expansão do MMORPG, além de participar de campeonatos, desafios, e outras atividades.  

Este ano, claro, as coisas foram um pouco diferentes O Final Fantasy XIV Fan Festival 2021 foi completamente digital, e jogadores do mundo todo puderam participar do evento especial simultaneamente. Tivemos concertos ao vivo, concursos de cosplay e outras atividades digitais. Como sempre, a convenção começou com uma apresentação que revelou o conteúdo novo da quarta expansão do game, Endwalker. Como já é tradição, o diretor e produtor Naoki Yoshida tinha uma surpresa especial para os fãs, ao revelar o segundo job da expansão: o criador subiu no palco vestido como um Reaper. 

FFXIVFFXIV

Com o fim do Digital Fan Festival e Yoshida de volta ao seu guarda roupa normal, aproveitamos a oportunidade para falar com o criador sobre o job Reaper job, a música de Endwalker, a nova raça, os Viera masculinos e mais.  

O segundo job novo que você revelou, o Reaper, é novo na série Final Fantasy! Como você escolheu este job e qual foi a inspiração de vocês? Você pode nos falar um pouco sobre como a nova classe, e como ela será diferente dos outros jobs de combate corpo-a-corpo?

Antes de mais nada, obrigado pela oportunidade desta entrevista! Agora, para as perguntas.

Sempre que juntamos ideias para um novo job em Final Fantasy XIV, o nosso conceito base e objetivo é garantir que cada job tem uma experiência de gameplay única. Neste caso, antes mesmo de chegar na parte da inspiração, primeiro olhamos para a composição geral dos jobs, sua distribuição, e daí decidimos que queríamos um novo job de combate corpo-a-corpo. Depois disso começamos a pensar em como seria este job.

Muitos jogadores do mundo todo, principalmente do ocidente, estavam pedindo um job que usasse uma foice gigante de duas mãos, então começamos com esta ideia e pensamos no novo job a partir disto. Perguntei a vários game designers envolvidos na criação de novos jobs para enviar suas ideias com total liberdade, e depois discutimos essas idéias para tomar a nossa decisão. 

FFXIVFFXIV

Uma ideia que tivemos foi a de usar não só o aether do personagem, mas também uma fonte diferente de aether em batalha. Foi aí que tivemos a ideia de um ceifador já que estamos usando uma foice, e depois disso o processo foi relativamente rápido  até chegar em sua forma atual. Uma foice e o ceifador. É até inesperado de tão simples. (risos)

A maior diferença entre o Reaper e as outras classes corpo-a-corpo é sua utilização de “avatares voidsent”, outra ideia que tivemos conforme discutimos a ideia do ceifador. O jogador não só ataca usando o avatar, mas no fim, você serve de receptáculo para o avatar, para desferir mais ataques. Para saber mais… fique ligado! 

FFXIVFFXIV

A música do trailer cinemático de Endwalker já foi finalizada e é bem diferente das de expansões passadas, e ao mesmo tempo dá dicas de todos os temas principais! Você pode nos falar sobre o tema principal, e como aconteceu a colaboração com Sam Carter, dos Architects?

A ideia da colaboração apareceu quando a nossa equipe considerou  criação de um tema principal que fosse adequado para Endwalker: a conclusão da saga Hydaelyn & Zodiark. O diretor de som, Masayoshi Soken, a designer chefe de história Natsuko Ishikawa, e eu, definimos a direção geral em termos da voz que estávamos buscando. 

Para nós, o tema principal dos trailer de cada expansão de FFXIV não são apenas uma canção que criamos, também arranjamos a faixa de maneira que possa ser usada no jogo de várias maneiras, e muitas vezes usamos esses arranjos para demonstrar momentos importantes da história. Antes de falarmos sobre a criação em si da faixa, Ishikawa nos deu sua perspectiva sobre sua visão para o tom geral, e tanto Soken quanto eu logo concordamos, e pudemos rapidamente mover na mesma direção.

FFXIVFFXIV


Estávamos procurando alguém que não apenas tivesse um alcance vocal amplo que pudesse atingir notas altas, mas também que pudesse alcançar gritos. Transmitimos essa ideia para as equipes de  FFXIV dos Estados Unidos e Europa, e perguntamos se sabiam de alguém que se encaixasse. Sam foi uma das sugestões das equipes internacionais. Adoramos seu som e entramos em contato com ele logo depois, e ele respondeu rapidamente, concordando em fazer parte do projeto. Então trabalhamos na gravação dos vocais, o que foi feito remotamente. Isso foi a ideia geral do que aconteceu, mas acho que no futuro Soken e Ishikawa gostariam de dar mais detalhes sobre a criação do tema principal. 

Sobre a direção da faixa em si, disse a Soken que gostaríamos de representar Hydaelyn e Zodiark com suas próprias vozes, com vocais femininos e masculinos na faixa, entretanto, a ideia de incorporar o tema de cada expansão na faixa foi de Soken. No geral, sinto que conseguimos uma canção digna da nossa primeira conclusão de arco de história! 

FFXIVFFXIV

Ouvimos algumas das faixas durante partes da apresentação. Pode nos falar um pouco sobre o que inspirou os sons de Old Sharlayan, Thavnair, e todas as outras áreas que exploraremos em Endwalker? Qual é a sua faixa favorita?

s faixas de cada uma das áreas no trailer ainda estão sendo mixadas. Soken alocou as faixas para estas áreas baseado em sua inspiração, tentando não desviar muito da ideia geral sendo mostrada. Elas ainda podem mudar antes do lançamento, ou podem até ser usadas como estão no trailer.

FFXIVFFXIV

A minha favorita é Mare Lamentorum, a superfície da lua, mas se essa faixa permanecerá no jogo, ou nesta área, é algo que somente Soken sabe (risos).

Após o lançamento de Endwalker, seria interessante para todos assistir aos vídeos novamente para tentar encontrar as diferenças. 

Para a surpresa de todos, Final Fantasy XIV terá uma nova raça! Você mencionou que a equipe trabalhou em segredo na raça. Pode dar mais detalhes de como os Viera masculinos (e no futuro, as Hrothgar femininas) foram criados?

Quando lançamos a expansão anterior, Shadowbringers, mencionei que seria a última vez que lançaríamos uma raça nova em FFXIV. Não acho que estava errado, e disse o mesmo para a equipe de desenvolvimento. Digo isso porque embora raças novas seja algo muito divertido para os jogadores, é algo que possui um certo risco, com efeitos colaterais, por assim dizer. 

Uma raça nova não termina apenas com os recursos iniciais para adicioná-la (modelo de personagem, preparação para o rosto, penteados, formatos de cabeça, animações exclusivas de cada raça etc.). Mesmo após a implementação inicial, as tarefas necessárias com cada atualização se multiplicam. Por exemplo, quando introduzimos as Veira, como suas orelhas eram tão compridas, foi necessário uma nova passada para ver como os personagens Viera se encaixam em todas as cenas do jogo. Claro, os itens que você obtém também precisavam encaixar no corpo das Viera e dos Hrothgar, e sempre que adicionamos um emote, há considerações adicionais para cada raça. Isto é algo que pede muito de nós, como equipe de desenvolvimento, e se essas tarefas se multiplicam demais, podem causar dano ao intervalo entre as grandes atualizações.

Considerando tudo isso, finalizamos as raças anunciadas para a expansão Shadowbringers. Tivemos bastante feedback pedindo a implementação do Viera de Final Fantasy XII, e além disso, eu queria uma raça que fosse mais bestial. Se essa fosse a ultima vez que adicioamos uma raça ao jogo, decidi implementar duas, e com o tempo que tínhamos, apenas um sexo para cda raça. (Um dos maiores motivos que levei isso adiante foi o fato de não haver Viera masculisno em Final Fantasy XII também)

Entretanto, várias pessoas do mundo todo nos pediram Viera e Hrothgar dos sexos opostos, e inicialmente eu seguiria a minha declaração inicial de não adicionar mais raças. Ao mesmo tempo, a nossa equipe de desenvolvimento queria explorar todas as opções para ver o que poderia ser feito para conceder esse pedido aos jogadores. 

FFXIVFFXIV

A nossa equipe passou mais da metade do ano usando seu tempo livre do trabalho normal nas atualizações. Acabaram concluindo que poderíamos talvez espremer mais uma agora. Claro, ao adicionar os Viera masculinos, já sabíamos que as pessoas seriam bastante vocais sobre a falta das Hrothgar femininas. Em vez de esperar até (em hipótese) 7.0 para adicionar mais raças ao mesmo tempo, decidimos atenuar o impacto nos nossos recursos e adicionar uma agora e uma depois. No fim, decidi por esta opção e expliquei aos jogadores: isso é o que fizemos para esta expansão.

Queremos sempre que os jogadores se divirtam com o nosso jogo, cada vez mais. A equipe de desenvolvimento ama os nossos jogadores, então quando os Viera masculinos entrarem no jogo, adoraríamos ver o sorriso na cara de vocês quando jogarem, e se puderem dizer “Obrigado!” a equipe gráfica, tenho certeza que ficarão muito contentes. Se fizerem isso, com certeza serviria de motivação para que continuem a trabalhar  bastante.

A nova raid para 24 pessoas, Myths of the Realm, será uma história original de FFXIV, e a especulação tem corrido solta desde que revelaram a arte e o título da nova série de raids. Após algumas colaborações (Final Fantasy XII e NieR nas duas expansões mais recentes), o que levou à decisão de criar uma história original de FFXIV? Pode falar um pouco sobre o que inspirou esta série?

Nos últimos quatro anos, trabalhamos na produção de duas séries de conteúdo crossover: Return to Ivalice e YoRHa: Dark Apocalypse. Desta vez, como estamos concluindo a saga de Hydaelyn e Zodiark depois de mais de 10 anos, a equipe de desenvolvimento expressou seu desejo de criar conteúdo que deixaria os jogadores enfrentarem mais mistérios de FFXIV. Pensei, “Bem, se é isso que querem…” e foi assim que decidimos no tema.

Claro, adoraríamos considerar mais crossovers emocionantes com mais títulos no futuro, mas por enquanto, queremos testar o limite das nossas ideias para criar esta nova raid. 

FFXIVFFXIV

Por último, e talvez mais importante, vamos ter a chance de ganhar a versão de Soken de “La Hee” do Fan Fest dentro do jogo como um orchestrion roll?

Não sei… Aquele som só pode ser descrito como, bem… único, mas tenho certeza se queremos encontrá-lo dentro do jogo… Se um novo jogador sem contexto ouvir aquilo, podem ter um ataque e apagar sua conta! (risos)

Fotografia por Takanori Tsukiji, Junichiro Zun Ootani, Anzai Miki e Misuzu Chiba.

Participe da Conversa

Adicionar Comentário

Mas não seja mala!

Please be kind, considerate, and constructive.

1 Comentário

  • Raposa_Rubra

    Quando esse jogo foi lançado, tantos anos atrás eu o comprei ainda para Ps3, como fã de Final Fantasy e de MMORPG, fiquei muito feliz, mas ao tentar jogar descobri que precisaria de uma assinatura, no final, nunca o joguei, o tempo passou e algumas partes do jogo se tornaram gratuitas, mais se vc tentar jogar sem uma assinatura, sempre será um excluindo no mundo, não podendo fazer as melhores coisas, o jogo é por si só é muito caro, e a assinatura também é cara demais, no final para mim é uma grande decepção.

Deixe uma resposta

Por favor, informe a sua data de nascimento.