PlayStation.Blog BR

O Mundo de Papel de A Fold Apart Chega Amanhã para PS4

2 0
O Mundo de Papel de A Fold Apart Chega Amanhã para PS4

Como o jogo combina a história de um relacionamento à longa distância com mecânicas inovadoras de dobraduras e origamis.

Relacionamentos à longa distância são difíceis!

Morar longe de quem você ama nunca é fácil, seja por questões de carreira, escola, família (ou uma pandemia global que prendeu todos em casa). Comunicação é mais difícil e emoções são amplificadas.

Antes de começar o estúdio Lightning Rod Games, vivenciei os altos e baixos destas emoções quando vivi em outro continente por um ano. Foi um momento difícil que teve grande impacto em meu crescimento como pessoa e parceiro. Naturalmente, como um designer de games, pensei que seria interessante explorar estas emoções em um jogo. Mas não queria fazer apenas um jogo sobre a história de um relacionamento à longa distância — queria que tivesse mecânicas de gameplay que demonstrassem o sentimento de estar separado.

Há alguns anos, eu e meu co-fundador, Steven, estávamos pensando em novas mecânicas de gameplay. Uma das sugestões de Steven foi a idéia de dobrar papéis — como ao fazer dobraduras ou origamis. Pensei que realmente seria único, mas não consegui inicialmente visualizar como colocar isso em um jogo de forma cativante. Alguns meses depois, tive um momento de “Eureka” (que aconteceu em uma conversa fervorosa com Steven pela webcam, usando um pedaço amassado de papel e algumas linhas mal desenhadas).

No fim das contas, relacionamentos à longa distância e dobraduras funcionaram bem juntos! Se você tem um personagem vivendo em um lado de um pedaço de papel, e alguém vivendo no outro, eles estão efetivamente em dois mundos, assim como as pessoas em relacionamentos à longa distância. Mas se você dobra o papel, você pode combinar estes mundos e permitir que se unam. Achei que seria uma grande representação de como é viver longe de quem se ama — às vezes você gostaria de poder dobrar um lugar em cima do outro e poder ficar junto.

Quando exploramos a ideia de um jogo de puzzles com dobraduras, sabíamos que queríamos contar uma história com mais nuances, que mergulhasse nas emoções que vivem os casais que moram separados. Decidimos que a melhor forma de fazer isso seria em focar na importância da comunicação.

Uma boa comunicação é chave para um relacionamento de sucesso, mas isso se torna ainda mais importante se você está longe, se comunicando com menos frequência e de formas mais impessoais (como mensagens de texto, por exemplo). Há mais oportunidades para desentendimentos e má comunicação, o que pode levar a problemas e consequências. Explorar os temas da má comunicação e das reações emocionais são o centro da história de A Fold Apart.

Em um mundo de papel dobrado, há dois lados em toda história

As pessoas lidam com estar longe de formas diferentes, e isso é particularmente verdadeiro em relacionamentos à longa distância onde uma pessoa se mudou para longe enquanto outra ficou para trás. Sentimos que era importante contar a história sob a perspectiva de ambos os personagens e mostrar como eles vivenciaram a separação de suas maneiras.

Por toda a história, os personagens trocam mensagens. No entanto, como é típico das mensagens de texto, eventualmente alguém irá interpretar algo errado ou analisar demais algo que foi dito. Estes mal entendidos podem causar reações emocionais fortes, fazendo com que os personagens tenham que processar seus  sentimentos e vencer obstáculos emocionais.

Emoções como mecânicas de puzzle

Enquanto os personagens estão em seus mundos emocionais, o jogador pode ajudá-los a processar suas emoções e resolver conflitos ao virar, dobrar e desdobrar o mundo de papel para ajudá-los a mover para frente.

Em pontos diferentes do relacionamento, cada personagem irá sentir emoções que são refletidas nas mecânicas de puzzles de cada fase.

Quando um deles aceita um emprego cidade grande, o outro fica com receio de ter que abandonar família, amigos e carreira para seguí-lo. Esse medo se manifesta como uma barreira que impede que eles continuem sua jornada, a não ser que encontrem uma forma de vencê-la.

Da mesma forma, há também a culpa em se mudar para longe — um problema que precisam vencer juntos.

Personagens podem sentir que suas vidas estão ficando de cabeça para baixo…

… ou que as coisas estão desmoronando e que irão perder o chão.

Estes são apenas alguns exemplos das formas em que exploramos a conexão entre história e mecânicas de gameplay em A Fold Apart.

Quando começamos a desenvolver o jogo há 4 anos, nunca imaginamos que lançaríamos o jogo em um ambiente onde todos estão fisicamente separados de seus entes queridos e vivendo esta solidão em primeira mão. Quer você esteja em auto-isolamento, aprendendo ou trabalhando à distância, ou mantendo contato online, estamos todos vivendo relacionamentos à distância de alguma maneira. Criar A Fold Apart foi uma das formas que encontrei de navegar estas emoções, e espero que o jogo ajude todos a encontrar esperança e conforto (e, é claro, diversão!) nestes tempos difíceis.

Participe da Conversa

Adicionar Comentário

Mas não seja mala!

Por favor, seja gentil, atencioso e construtivo. Para outros tópicos, dirija-se aos nossos Fóruns.

2 Comentários

Deixe uma resposta

Por favor, informe a sua data de nascimento.