Destiny

Jan 09

Jan 09

7 Coisas Que Você Talvez Não Saiba Sobre Dissidia Final Fantasy NT

Junte-se à batalha com alguns dos mais icônicos heróis e vilões do lendário universo de Final Fantasy

Clara Hertzog's Avatar Postado por French PlayStation.Blog Manager

Dissidia Final Fantasy NT é o novo brawler da Square Enix e Koei Tecmo, chegando ao PS4 em 30 de janeiro. Conhecido em arcades por todo o Japão como Dissidia Final Fantasy, o último lançamento da franquia de jogos de luta traz combate 3 contra 3 e uma lista enorme de personagens de todas as eras da saga Final Fantasy. Antes do lançamento, conversamos com o produtor Ichiro Hazama para descobrir o que faz desse jogo de luta em time algo tão único.

1. Dissidia NT foi feito do zero para o PS4

“Nós fizemos o design do jogo especificamente para o PS4 desde o início, quando fizemos a versão arcade. Fomos até a Sony no começo do desenvolvimento e pedimos permissão para colocar peças customizadas do hardware do PlayStation 4 nas cabines de arcade. Eles concordaram, então apesar da versão de arcade não ser 100% idêntica ao console que se tem em casa — houve um pouco de customização para os arcades — dentro de cada cabine de arcade no Japão existe um PS4!”

“Como o jogo já havia sido criado para PS4, focamos em coisas diferentes para a versão de casa. Uma dessas coisas foi a história. Ter um grupo de personagens tirado de diversos títulos de Final Fantasy é uma grande oportunidade para uma história boa, e é nisso que colocamos a maior parte de nossos esforços.”

2. Dissidia não é apenas para fãs de Final Fantasy

“Acreditamos que Final Fantasy é o que faz Dissidia NT um jogo tão bom, mas não queríamos criar algo que você só possa aproveitar se conhecer Final Fantasy.”

Dissidia Final Fantasy NT

“Se colocar o Final Fantasy de lado, você tem um sistema de luta 3 vs 3 e batalhas super divertidas que tomam muito pouco tempo — jogos são concluídos em mais ou menos 3 minutos e meio — e não acho que exista algum jogo por aí que tenha funcionado nesse tipo de sistema. Então mesmo sem as partes de Final Fantasy, acho que o sistema por si só será muito divertido para novos jogadores.”

3. Dissidia NT possui personagens de todas as eras de Final Fantasy

“Uma coisa muito importante para nós é que os fãs da série Final Fantasy sintam que os personagens que escolhemos funcionam em Dissidia; que eles realmente sintam como se fossem os personagens dos jogos originais. Dedicamos muito esforço para esse aspecto.”

“Com algum dos personagens mais antigos de Final Fantasy — FFI ao FFIII, por exemplo — a quantidade de informações sobre eles é bastante limitada, e tivemos muito pouco espaço para trabalhar.”

“Para compensar isso e fazer personagens menos planos, pegamos todas as pistas que podíamos dos jogos originais — não apenas os gráficos e animações exatas que se vê dentro dos jogos, mas também as detalhadas ilustrações de Yoshitaka Amano e todos os pedaços de informações sobre eles. Disso, nosso diretor criativo, Tetsuya Nomura, nos ajudou a criar os modelos e trabalhamos para deixá-los um pouco mais atualizados.”

Dissidia Final Fantasy NTDissidia Final Fantasy NT

“Mas é claro, há muito mais que apenas sua aparência. Por exemplo, em um dos personagens, havia uma pequena linha que dizia que era “mestre em usar armas diferentes”, o que nos levou a muitas discussões internas do tipo ‘se esse cara consegue usar todas as armas, que tipo de ataques teria?’. Então imaginamos tudo e criamos um personagem a partir daí.”

“Isso foi algo que iniciamos lá atrás com o Dissidia no PSP, e que ajustamos levando em conta a opinião dos próprios jogadores”

4. Cada personagem é diferente, mas alguns podem ajudá-lo a aprender o básico

“De todos os personagens de Dissidia, Cloud Strife, de Final Fantasy VII, é basicamente o mais fácil de aprender. Ele é ótimo para quem está começando pois é muito direto e sua técnica é fácil de entender.”

“Ele também é um personagem bastante popular, não apenas por ser o personagem principal do primeiro Final Fantasy de PlayStation, mas também graças a como seus golpes e ataques originais foram trazidos para Dissidia.”

Dissidia Final Fantasy NTDissidia Final Fantasy NT

“Mas tem também o Squall Leonheart e Sephiroth, que nas mãos de jogadores habilidosos são monstruosos. Se você for contra um jogador realmente bom com esses dois, eles podem te destruir bastante rápido!”

“É claro, um contra um, alguns personagens são mais fortes que outros, mas por se tratar de um jogo 3 vs 3, procuramos balancear as coisas por uma perspectiva de time. Nosso diretor, Takeo Kujiraoka é o responsável por isso, e pude perceber que toda vez que adicionamos um personagem novo ele perde peso. Até o jogo sair, ele provavelmente vai ter perdido muito mais! (risos)”

5. As arenas evoluem conforme a batalha prossegue

“Minha arena favorita no jogo é provavelmente Besaid Island, de Final Fantasy X. É um local lindo, com a ilha e o mar, mas o que eu realmente amo é como ela recria a cena do jogo original. Você pode ver as pequenas ilhotas no oceano, lembrar do baú de tesouro que havia ali, ou simplesmente se perder na nostalgia que a ambientação traz.”

“Conforme a batalha progride, há uma série de pequenas coisas e efeitos que transformam a fase de pouco em pouco. Em Besaid Island, você poderá ver os vagalumes flutuando pelo horizonte no meio da batalha, por exemplo.”

6. Você lutará ao som de sua trilha sonora Final Fantasy favorita…

“A música de Final Fantasy sempre foi uma parte significativa do sucesso da série, e por causa disso, colocamos boa parte da trilha original dos jogos, sem retoques, em Dissidia. Mas também pedimos a Takeharu Ishimoto, o compositor original de Dissidia, para refazer o arranjo em algumas das trilhas.”

Dissidia Final Fantasy NT

“Muitas vezes, quando você pede a alguém para refazer o arranjo das músicas de Final Fantasy, eles respeitam tanto o original que só mudam um pouquinho aqui e ali, e tudo acaba bastante similar, mas eu fiz questão que ele fizesse mudanças mais radicais, para criar algo realmente novo e interessante para Dissidia.”

7.…mas nem sempre as que você espera

“Obviamente Dissidia é sobre as batalhas, então a maioria das trilhas que escolhemos de Final Fantasy são temas de batalha ou trilhas relacionadas. Mas também brincamos um pouco!”

“Adicionamos algumas músicas que não tem nada a ver com as batalhas nos jogos originais, apenas para ver como ficariam durante as lutas. Usamos o “Pa-paya theme” do Final Fantasy XIV, por exemplo, além do “Gold Saucer Theme” do Final Fantasy VII.”

“Imagine a surpresa: você vê os dois times sendo apresentados de maneira épica e eles estão prestes a lutar… Cloud está lá com sua espada gigante… e de repente começa a tocar o Gold Saucer theme! Alivia a tensão logo de cara!”

Comente também

eliandro597 said:

janeiro 9th, 1:32 pm

Provavelmente a versão europeia e america do norte e america latina provavelmente terão censura (personagens femininas e tambem masculinas terão mais tecido nas vestimentas ). Mais isso não importa muito ( Na Asia isso ajuda nas vendas no nosso continente quem não vai comprar vai usar isso como propaganda negativa….Que coisa chata assim a liberdade de espresão vai pro aguá a baixo ). Ops… Vamos ao que importa terá legendas no nosso idioma e tambem espanhol latino americano.Se terá um modo estoria termos que entender a estoria. Os jogos japoneses teriam mais destaque nesse continente se as produtoras traduzirem mais os seus jogos para nossas regiões não apenas grandes títulos. (se bem que esse é um grande título) . Mais com a tradução dos jogos todos ganham e até mesmo barreiras e preconseitos podem ser quebradas conforme a informação sobre as diferentes culturas e as suas semelhanças forem apresentadas e não somente as suas diferenças.

Os comentários estão encerrados. Os comentários são desabilitados para posts com mais de 30 dias.

PlayStation Blog