PlayStation.Blog
UNCHARTED: Golden Abyss para PS Vita

Jogue Como Daryl Dixon no Novo Jogo Baseado em The Walking Dead

Drew Haworth's Avatar + Postado por Drew Haworth on nov 30, 2012 // Creative Director, Terminal Reality

ALERTA DE SPOILER: Tenha em mente que, neste post, há spoilers das 1ª e 2ª temporadas de The Walking Dead, então, caso não tenha assistido, afaste-se!

Quando nós decidimos que o jogo de The Walking Dead seria uma aventura solo que se passa antes dos acontecimentos do popular seriado de TV, havia apenas um personagem que atendia todos os quesitos que procurávamos. Precisávamos de alguém durão e capaz de sobreviver sozinho nas ruínas da civilização, mas que também compreendesse as necessidades das outras pessoas em um mundo no qual só faz sentido a ajudar a si próprio. Precisávamos de um protagonista corajoso o bastante para enfrentar hordas de zumbis, mas esperto o bastante para saber que provavelmente há alternativas mais seguras. Por fim, queríamos um personagem adorado pelo público e que todos querem conhecer melhor.

The Walking Dead - Norman Reedus

Foto por Scott Garfield/AMC

Seja bem-vindo, Sr. Daryl Dixon. Sério: que outro personagem você iria querer controlar em um jogo de The Walking Dead? Passamos um bom tempo com Daryl recentemente, conhecendo-o melhor. Assistimos a todas as cenas dele na série, lemos entrevistas e, mais importante, recebemos detalhes e orientação – mas nenhum spoiler sobre a terceira temporada – da maior autoridade de todas, o ator Norman Reedus.

Foi surpreendente para alguns de nós conhecer mais a fundo um personagem que achávamos que conhecíamos pela série. Você sabe que mesmo sacando uma arma (uma besta e uma faca) inúmeras vezes a única pessoa viva que ele matou é Dale, em uma morte bem piedosa? Esse é o tipo de atributo que estamos interessados em expor.

Eu viajei para a Atlanta recentemente com o nosso Diretor de Áudio, Kyle Richards, para trabalhar com Norman Reedus. Ele gravou os diálogos de Daryl no jogo em algumas sessões. Somos grandes fãs da série, mas só depois que você trabalha com um ator em pessoa que você o conhece de verdade. Norman é um cara super bacana e generoso, e é muito fácil de se trabalhar. E cara, ele manda bem! Ele pega a cena, a fala e o que você está fazendo e dá tudo de si, ‘Darylizando’ as falas para maximizá-las. Ele é o tipo de ator que faz qualquer escritor parecer bom. Quando você finalmente escuta as falas que bolou e refinou por meses na sua mente sendo proferidas por aquela voz – e soando melhor do que você imaginava -, isso faz você ganhar o dia. E ele realmente entrou no jogo, o que é especialmente gratificante.

Kyle, nosso Diretor de Áudio, queria dar opinião dele também:

“Norman é demais. Em um segundo você está conversando com esse cara calmo, relaxado, então ele limpa a garganta e surge Daryl. De uma hora para a outra você começa a olhar para trás para ter certeza de que não há nenhum zumbi por perto. Este é o primeiro jogo em que ele trabalhou, mas parece que ele faz isso há anos! Além disso, ele tem um gosto excelente para motocicletas.”

Nosso objetivo é moldar Daryl de maneira autêntica, mostrando tudo o que acontece com ele, desde o início da epidemia na Wildfire Global até ele se juntar ao grupo de Rick Grimes perto de Atlanta. E no meio do caminho, vamos revelar algumas das nossas interessantes supresas que os fãs ainda não viram na série.

The Walking Dead - Michael Rooker

Foto por Scott Garfield/AMC

De quebra, tivemos a chance de recriar o violento Merle Dixon. A relação entre os irmãos Dixon é complicada, para dizer o mínimo. Pudemos ilustrar, do ponto de vista de Daryl, o conflito criado quando a pessoa mais durona e capaz de sobreviver em um apocalipse zumbi também é a mais volátil e incontrolável força da natureza existente no planeta. E mais: ele é o seu irmão mais velho. É diversão o tempo todo!

O que me fascina em The Walking Dead é a forma como a AMC foi capaz de pegar uma história épica e global e focar no lado humano. O arco da história principal envolve a epidemia dos zumbis, mas o show trata de moralidade e das decisões que as pessoas são forçadas a tomar em circunstâncias incomuns. Até onde você iria para proteger a sua família? Ainda vale a pena viver e proteger? Em quem você confia e quanto vale essa confiança? São essas questões que conduzem a história, e embora a interação com os zumbis seja visceral, há uma conexão emocional com os personagens que realmente forma o núcleo do show.

Estamos ansiosos para deixar que todos vejam como transformamos a série (e a história Daryl, em especial) em uma experiência interativa. Os jogadores terão a oportunidade de conhecer alguns personagens interessantes e decidir o destino deles.

Ah, e também há alguns zumbis bem bacanas.

//Comente também

5 Comentários   1 Resposta

1

+ gibson_wc em novembro 30th, 2012 às 10:27 pm disse:

podia traze_lo aqui pra nossa store.. ele e journey para o vita……journey com seu multplayer ficaria massa no vita…..


2

+ Skkies em dezembro 1st, 2012 às 9:22 am disse:

Duvida, comprando o Little Big Planet, mídia física americana, se eu baixar as DLC pela minha conta, elas vão funcionar mesmo assim, para isso eu teria que comprar o jogo BR pela PNS store?


3

+ xBlakz_Blazer em dezembro 1st, 2012 às 11:29 am disse:

Muito BOA a serie


4

+ blu-ray-br em dezembro 1st, 2012 às 1:09 pm disse:

muito bom essa serie .. virei fan :D


5

+ elizeu_anhaia em dezembro 3rd, 2012 às 6:20 pm disse:

tem previsão de quando o The Walking Dead da Telltale vai chegar na Ps Store brasileira?


    Drew Haworth's Avatar

     

    + Felipe Azevedo em dezembro 3rd, 2012 às 6:36 pm disse:

    Sem previsão, elizeu_anhaia. A produtora sequer solicitou a classificação do jogo para o Brasil.

    Abs.


Os comentários estão encerrados. Os comentários são desabilitados para posts com mais de 30 dias.