Conheça quatro operadores em Call of Duty: Vanguard Multiplayer

0 0
Conheça quatro operadores em Call of Duty: Vanguard Multiplayer

Dois membros-chave da equipe de narrativa da Sledgehammer Games dão uma ideia mais aprofundada sobre alguns dos personagens principais

Oi, pessoal! Eu sou Stephen Rhodes, líder narrativo de Call of Duty: Vanguard. Ao meu lado está Robert Lo, designer de narrativa sênior da Sledgehammer Games.  Estamos animados por podermos oferecer aos jogadores do PlayStation uma visão ainda mais profunda do elemento humano que constitui a essência de Call of Duty: Vanguard, especialmente à medida que o lançamento do jogo, em 5 de novembro, se aproxima rapidamente.  

Abaixo, apresentamos informações sobre alguns dos personagens principais da Campanha para jogador único de Vanguard, também disponíveis no modo multiplayer: Arthur Kingsley e Polina Petrova.  Depois, estreamos alguns personagens do modo multiplayer de Vanguard que ainda não detalhamos em nenhum outro lugar: Daniel Take Yatsu e Padmavati Balan.  Também apresentaremos pela primeira vez os vídeos Biografia do operador para esses quatro personagens.

Com isso, vamos começar.

A humanidade na essência de Call of Duty: Vanguard

A campanha da Vanguard é uma história sobre um grupo de soldados diversos que deixaram de lado suas diferenças por uma causa comum: impedir uma trama nazista secreta nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial.  Sua missão também representa as origens de um novo tipo de unidade de combate que se movimentou e lutou como jamais se viu: as Forças Especiais. 

Embora seja uma história muito grande, no coração de Vanguard há uma experiência universal que muitos de nós viveram: terminar um trabalho difícil com um grupo de colegas de trabalho que não escolhemos e fazer amizades verdadeiras e laços duradouros ao longo do caminho.

Escrever a campanha de Vanguard foi uma experiência significativa e gratificante para todos nós na equipe de narrativa. Sempre tive interesse na Segunda Guerra Mundial e foi emocionante fazer pesquisas aprofundadas com nosso fantástico consultor histórico, Marty Morgan. Com seu conhecimento ilimitado, conseguimos descobrir muitas das histórias e heróis menos conhecidos nos quais nos inspiramos. 

Como escritores, também tivemos a oportunidade de escrever as vozes distintas de personagens que vieram de localidades muito específicas em um momento específico da história.  Para nossos personagens britânicos, isso significava que tínhamos de mergulhar nos termos britânicos da época, e para nosso personagem principal australiano, Lucas Riggs, significava explorar o amplo leque da língua australiana.  Cada um dos nossos heróis tem uma forma única de falar que parece com eles, e isso é resultado de uma pesquisa cuidadosa e de uma escuta atenta. 

Nosso objetivo era contar uma história única e agradável ambientada no conflito. Embora possa haver elementos de história com os quais você esteja familiarizado, essa é uma história exclusiva do Call of Duty.

Hoje, estamos extremamente animados em compartilhar com você detalhes sobre alguns dos personagens de Vanguard e fornecer informações sobre como criamos suas diferentes personalidades. Vamos discutir quem são esses personagens, o que significam para nós e como se encaixam na narrativa geral de Vanguard.

Vamos concentrar nosso tempo em quatro dos nossos operadores heroicos. Dois você encontrará durante a campanha épica de Vanguard e os outros dois só podem ser encontrados no nosso elenco diversificado do modo multiplayer. Vamos começar!

As histórias por trás de quatro operadores do modo multiplayer

Arthur 

Arthur Kingsley é o líder da Força-tarefa de Operações Especiais enviado à Alemanha para descobrir a verdade sobre o Projekt Phoenix. O que é excepcional em relação a Arthur como líder não é sua capacidade de ser violento ou matar pessoas, mas sim sua devoção inabalável à missão e sua compaixão pelos seus colegas soldados. Ele leva a sério seu papel de líder e acredita que sua responsabilidade é garantir que todos voltem vivos. O medo de perder soldados sob seu comando fez com que Arthur se mostrasse relutante em liderar, mas a importância da missão o levou a aceitar seu papel e a abraçar sua verdadeira vocação. 

Era importante para nós que Arthur fosse o protagonista principal e que você vivenciasse a história de Vanguard pela perspectiva dele. Queríamos que ele fosse inteligente e carismático, bem como corajoso e heroico. Seu histórico é único, e trabalhamos com vários consultores culturais e históricos para dar a Arthur uma origem especial. Nascido em Camarões, educado na Inglaterra e servindo como um paraquedista britânico durante a maior parte da guerra, Arthur é realmente um homem do mundo. Ele foi o personagem que concebemos primeiro, e o que está no coração do seu caráter estava presente desde o início.

Conheça quatro operadores em Call of Duty: Vanguard Multiplayer

Além disso, como um aviso para quem já joga Black Ops Cold War e Warzone, se você reservar Vanguard, poderá ter acesso imediato para jogar como Arthur nos dois títulos*. 

Polina

Polina Petrova é outro membro da Força-tarefa enviada à Alemanha, mas há mais em jogo para ela do que apenas concluir a missão. Uma infame e lendária franco-atiradora, Polina foi temida pelos nazistas e idolatrada pelos soldados russos que lutaram para defender sua pátria. A história de Polina é diferente porque é a única personagem na nossa história que não se alistou e saiu de casa para lutar. A guerra foi até ela. 

Há muitos fios emocionais intensos que atravessam a narrativa de Polina. Sua história não trata apenas de vingança pelo que aconteceu com sua casa e sua família. É uma história sobre perda, deslocamento, dor, mas também sobre preconceito. Ao longo da sua história, aprendemos sobre as origens de Polina como enfermeira que queria lutar e conseguimos experimentar essa transformação de caráter de uma forma diferente de qualquer outro personagem. 

Conheça quatro operadores em Call of Duty: Vanguard Multiplayer

Durante nossa pesquisa de pré-produção, aprendemos sobre as mulheres que lutaram na Frente Oriental e especialmente sobre as incríveis franco-atiradoras que transformaram a vida dos nazistas em um inferno à medida que avançavam pela Rússia. Sabíamos que queríamos apresentar uma personagem que se inspirasse em todas as corajosas mulheres que lutaram e morreram para proteger sua casa. Assim que estabelecemos Stalingrado como cenário para seus níveis, o caráter de Polina começou a tomar forma.

Quando pensamos em guerra, muitas vezes só visualizamos soldados altamente treinados com armas em um campo de batalha. Esquecemos que essa guerra afetou todo o mundo, especialmente aqueles que estavam nas frentes. Polina cresceu em Stalingrado como uma garota tranquila, de família – compassiva, forte e amorosa. Nunca foi criada como soldada, mas incorporou a tenacidade de uma, sempre ansiosa para participar do esforço de guerra onde fosse necessário. Embora conheçamos Polina como a integrante mais direta, vingativa e sanguinária de Vanguard, ela nos lembra que a guerra roubou a inocência e a felicidade de muitas pessoas. Polina foi apenas uma dessas vítimas e está determinada a fazer com que seus inimigos paguem por sua vilania.

Daniel

Nos filmes, há muitas vezes o arquétipo clássico do franco-atirador frio e cruel, eliminando calmamente seus alvos, um a um. Daniel não é um franco-atirador desleixado, mas queríamos retratá-lo como um protetor que usa a sua capacidade de pontaria para apoiar os seus companheiros soldados. Sua história também está profundamente enraizada em um dos capítulos mais vergonhosos da história americana: o confinamento de cidadãos japoneses em campos de concentração dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial. O mundo inteiro de Daniel foi destruído quando sua família foi enviada aos campos e, como muitos nipo-americanos, ele foi convocado para o exército para proteger uma nação que não o considerava como um cidadão.  Os sentimentos de Daniel sobre a guerra e sua nação são profundamente ambivalentes, mas ele ainda luta para proteger seus companheiros soldados e pela nação que, na sua crença, os EUA ainda poderiam ser um dia.

Conheça quatro operadores em Call of Duty: Vanguard Multiplayer

Padmavati

Padmavati é uma mulher que perdeu sua pátria duas vezes: a primeira para os colonialistas e depois para os fascistas.  Sua história é a de uma mulher cuja esperança e oportunidade para uma vida normal desapareceu abruptamente quando o conflito incessante se tornou um fato da sua existência.  Sua personagem é definida por essa dualidade entre lutadora e civil pacífica: Padmavati é uma soldada feroz adepta da guerra na selva, mas também uma enfermeira de guerra que adora fazer poesia e música.  Como compreende os verdadeiros custos do sangue derramado, ela negou uma visão romântica da guerra, mas não hesitará em demonstrar coragem e liderança no campo de batalha quando for chamada.  Ela sonha com uma Índia cujo destino seja determinado pela vontade do seu próprio povo e está convencida de que um dia isso prevalecerá.

Conheça quatro operadores em Call of Duty: Vanguard Multiplayer

Esses quatro personagens são apenas alguns dos muitos que Vanguard traz à luz nos modos Campanha e Multijogador.  Nosso objetivo era dar uma história de fundo aos rostos que compuseram o maior conflito do mundo e mostrar sua humanidade enquanto lutam para salvá-la. 

Estamos muito animados para que os jogadores PlayStation experimentem essas histórias quando o Vanguard for lançado em apenas algumas semanas, em 5 de novembro. Levante-se em cada frente. 

*O conteúdo e a disponibilidade da oferta podem variar de acordo com a região e estão sujeitos a alterações. Para Call of Duty: Black Ops Cold War/Call of Duty: Warzone para PS4 ou PS5, é necessário que a oferta seja resgatada, vendida/baixada separadamente. Deve ser resgatada até 5 de novembro de 2022.

Por favor, informe a sua data de nascimento.