The Order: 1886

May 11

May 11

Os Melhores Jogos de Aventura para PlayStation VR

Detalhamos nossas aventuras favoritas de PS VR, incluindo Moss, Robinson: The Journey, Skyrim VR e mais.

Justin Massongill's Avatar Postado por Social Media Manager, SIEA

Dando continuidade à excelente lista de jogos de horror que Sid fez semana passada, estou aqui para compartilhar alguns dos melhores jogos de aventura disponíveis para PlayStation VR.

Quer você queira partir em uma fantástica aventura com uma adorável ratinha guerreira ou entrar na pele dos Dovahkiin (cuidado com os fus-ro-dahs), basicamente qualquer um conseguirá encontrar uma experiência épica de VR aqui.

Temos mais algumas coletâneas temáticas chegando, mas adoraríamos ver as suas — deixe sua lista nos comentários!


Skyrim VR

The Elder Scrolls V: Skyrim VR

A obra prima da Bethesda que definiu o gênero open-world cai como uma luva na realidade virtual, envolvendo o jogador nas terras gélidas de Tamriel e equipando-o com múltiplas opções de movimento pelo DualShock 4 ou com dois controles PS Move. Pegue uma espada e um escudo e derrote dragões! Ou equipe duas magias de fogo e cubra o mundo em chamas gloriosas.


Moss

Moss

A aventura da Polyarc é o tipo de experiência rara que vai trazer à tona a criança interna de qualquer um, evocando sorrisos incontroláveis por todo o jogo. Jogadores tomam o lugar de um ser etéreo que aparece para ajudar a heroína Quill, que você também controla através de sua jornada. Moss traz puzzles feitos com maestria, que requerem que o jogador controle ambos os personagens simultaneamente, resultando em desafios recompensadores e combates empolgantes. Uma maravilha de se ver, especialmente quando Quill se comunica diretamente com o jogador por linguagem de sinais.


Star Child

Star Child

Beleza — esse ainda não está disponível. Mas ouça o que tenho a dizer! Joguei um build inicial do side-scroller da Playful, e a habilidade de mudar a câmera/sua posição nela livremente em um gênero travado em um plano bi-dimensional adiciona um elemento surpreendente à experiência. Vá para trás para conseguir uma visão panorâmica do jogo e planejar sua abordagem, ou aproxime-se e posicione-se perto da personagem principal do jogo para testemunhar as ameaças alienígenas massivas por sua perspectiva.


Farpoint

Farpoint

O maior motivo para se ter um PS VR Aim Controller, apesar de tecnicamente não ser necessário. Enquanto estuda uma anomalia no espaço sideral, um erro o faz aterrissar em um planeta distante. Como você pode imaginar, não demora muito para que aracnídeos extraterrestres e outras monstruosidades decidam que não gostam do fato de você estar… bem… vivo. Um dos maiores momentos do VR: inspecionar suas armas de pertinho ao manipular o Aim Controller na vida real.


Robinson: The Journey

Robinson: The Journey

Dinossauros são legais. Ficção científica é legal. Por que não ter ambos? Robinson: The Journey é uma aventura notória de PS VR que coloca o jogador como uma criança lançada em um mundo pré-histórico populado por dinossauros aliens (dinossaliens?). Com um bot inteligente ao seu lado, você terá de escalar montanhas cheias de cogumelos e montar um perímetro defensivo enquanto busca por segurança. A parte que mais curti: escanear a vida local, o que te permite criar um guia virtual dos fascinantes insetos alienígenas. Esse jogo tem um ritmo mais tranquilo, mas é cheio de momentos épicos também.


Bound

Bound

O platformer dançante com uma forte história criado pela Plastic nos pegou de surpresa quando foi lançado para o PS4, e seu modo pós-lançamento para PS VR nos permite desbravar tudo sob uma nova perspectiva conforme dançamos através de lindos e abstratos níveis. Deslizar pelos céus em um laço gigante nunca foi tão divertido.


Psychonauts in the Rhombus of Ruin

Psychonauts in the Rhombus of Ruin

Se você é um dos fiéis a Psychonauts que se perguntaram o que aconteceu com Raz e seus companheiros após o término do jogo (e como tudo levou à Psychonauts 2), Rhombus of Ruin te colocará alguns momentos após o fim do jogo original, e te manda em uma missão cheia de puzzles para testar as habilidades telecinéticas de Raz, além de suas habilidades de resolver problemas. Enquanto isso, aqueles que perderam o título original terão a história contada de forma rápida, depois serão imersos em uma jogabilidade nova no estilo típico da Double Fine — com um grande grupo de personagens peculiares, locais coloridos e diálogo hilário.

Os comentários estão encerrados. Os comentários são desabilitados para posts com mais de 30 dias.

PlayStation Blog