Assassin’s Creed III: Benedict Arnold é Exclusivo no PS3

7 0
Assassin’s Creed III: Benedict Arnold é Exclusivo no PS3

A trama secreta de Benedict Arnold para trair West Point e sabotar a Revolução Americana recebeu a marca infame definitiva: o nome que será o eterno sinônimo de fraude e traição. E em 30 de outubro, o traidor mais odiado da história americana será ressuscitado virtualmente em Assassin’s Creed III para, novamente, pagar suas dívidas – mas apenas no PlayStation 3.

O arco com quatro missões exclusivas para o PS3 começa com um pedido especial de General Washington para expor a suposta trama para derrubar West Point, elo fundamental na defesa das Colônias contra a Grã-Bretanha. Pelas quatro missões, Connor irá expulsar espiões legalistas e trabalhar disfarçadamente para Benedict Arnold, culminando em um forte ataque contra West Point que Connor precisa deter a todo custo.

Fomos até o roteirista de Assassin’s Creed III, Matt Turner, para saber mais sobre as novidades para os jogadores de PS3 em 30 de outubro.

Assassin’s Creed III: Benedict Arnold é Exclusivo no PS3

PlayStation.Blog: O que fez você escolher Benedict Arnold como foco nestas missões exclusivas para o PS3?
Matt Turner, Roteirista, Assassin’s Creed III: Benedict Arnold é um nome que transcendeu a Revolução e se tornou sinonimo para a palavra ‘traidor’. Dado alguns dos temas na história principal, isso fluiu muito bem posteriormente… mas não serei específico por conta dos spoilers! E também foi uma grande oportunidade para nós, poder contar uma história que as pessoas não conhecem muito bem, sabe?

PSB: Quão precisos são os detalhes sobre as atividades de Benedict Arnold? Ela se baseia no que sabemos sobre a traição de Arnold ou pende para uma linha mais alternativa de ficção à la The Tyranny of King Washington?

“Quem estava lá, o que fizeram e o que aconteceu a eles é tão preciso quanto em qualquer livro de história.”

MT: Definitivamente, não é como o Rei Washington. Temos algumas cenas com frases ditas pelos principais participantes dos eventos de West Point, de acordo com registros dos procedimentos da corte sobre os acontecimentos. Do outro lado das coisas, precisamos injetar um pouco de jogo para termos alguma liberdades em termos de ação. Mas quem estava lá, o que fizeram, e o que aconteceu a eles é tão preciso quanto em qualquer livro de história.

Nossa interpretação de Arnold atualmente entrelaça a ficção em geral e falar sobre isso estragaria uma parte da história. Com isso dito, não gostamos de ter “malvadões” em Assassin’s Creed e isso não é diferente com Arnold e estas missões. Ele tem seus motivos e, por uma certa perspectiva, elas fazem completo sentido.

Assassin's Creed III: Missões de Benedict Arnold Exclusivas para PS3

PSB: Quais tipos de atividades e missões os jogadores terão durante as missões de Benedict Arnold?
MT: Os jogadores enfrentarão uma variedade de personagens de ambos os lados do conflito. Atividades variam entre mundanas e épicas… mas eu não quero falar muito, faz parte da experiência!

PSB: Qual seu detalhe favorito sobre o arco de missões de Benedict Arnold no jogo?
MT: Eu atualmente acho que a mudança entre alguns Patriotas e um dos traidores, que pudemos reproduzir palavra-por-palavra, é minha parte favorita.

PSB: Uma nova final: o que teria acontecido se General Washington não tivesse sabido da traição de Benedict Arnold e colocado um final nisso?

“Se West Point tivesse sido capturada pelos britânicos… os Patriotas teriam perdido a guerra.”

Um fator simples: o Rio Hudson foi o corpo de águas mais estratégico durante a Revolução Americana. Ele dividia as colônias em duas, então quem controlava o rio, controlava as linhas de suprimentos. E West Point foi, de longe, a área mais firtificada durante a guerra por esta razão. Onde o forte foi construído, o rio curvava e fazia um pequeno ‘S’, dando espaço suficiente para um pequeno barco passar rapidamente. Os Patriotas construíram uma grande rede de balsas flutuantes pela água, fazendo qualquer embarcação suspender seu trajeto por estar em desvantagem em termos de navegações. Era o único meio deles se garantirem – e deu certo.

Uma grande parte dos historiadores da Revolução afirmam que, se West Point tivesse sido capturada pelos britânicos, e esta rede tivesse sido destruída, os Patriotas teriam perdido a guerra.

Os comentários estão fechados.

7 Comentários


    Loading More Comments

    Por favor, informe a sua data de nascimento.