Silent Hill: Downpour Retorna às Origens no PS3

12 0
Silent Hill: Downpour Retorna às Origens no PS3

Silent Hill Downpour for PS3

Eu sou muito ruim em jogos de terror, então aproveitei uma recente oportunidade para assistir a uma curta demonstração do próximo jogo survivor-horror épico da Konami, Silent Hill: Downpour, para PS3. Em um desenvolvimento aplaudido pelos fãs da série, Downpour dá grande ênfase ao terror psicológico sobre a ação inquieta dos últimos jogos da série, como Silent Hill: Homecoming.

Você joga como Murphy, um detento de segurança máxima com um passado muito problemático. Você acorda na periferia da cidade amaldiçoada de Silent Hill depois do ônibus de transporte da prisão sofrer um acidente. Fiel ao formato de Silent Hill, você passa o restante do jogo fugindo dos habitantes monstruosos da cidade enquanto junta as pessoas dos segredos mais profundos de Murphy – incluindo as verdades obscuras que o levou a Silent Hill.

Eu conversei com o produtor Devin Shatsky, que respondeu algumas perguntas essenciais enquanto jogava a primeira parte do jogo.

Silent Hill Downpour para PS3Silent Hill Downpour para PS3

PlayStation.Blog: Tendo em vista a interface, como Downpour se difere do último jogo da série, Homecoming?
Devin Shatsky, Produtor, Silent Hill: Downpour: Temos um sistema de armas e inventários mais realista. Nos outros Silent Hills você tinha aquele bolso mágico onde carregava um arsenal de armamentos – Uzis, espadas, martelos e mais. Isso tirou muito do suspense do jogador, mas deu a ele um pouco mais de poder e impactava o fator de medo. Em Downpour, você está limitado a carregar o que está em suas mãos, mais uma arma de fogo no coldre. Você deverá usar suas armas cautelosamente. Toda arma é quebrável, então armas de madeiras irão quebrar depois de algumas pancadas enquanto armas de metal irão durar mais. A maioria deles são itens do dia a dia: ancinhos, garrafas, facas de cozinhas. Não há espada ou coisas do tipo neste jogo.

O sistema de energia também teve algumas mudanças. Não há um HUD; toda aquela informação está ligada diretamente ao personagem, então ele irá mancar, sangrar, sua roupa terá rasgos… tentamos focar o máximo possível em realismo.

PSB: Em Homecoming, seu personagem tinha um passado militar e isso refletia no sistema de combate centrado em ação. Como Downpour está mudando isto?
DS: Sim. Em Homecoming, você era um personagem mais badboy. Mas em Downpour, Murphy é mais do que um cara normal. Ele está longe de ser um cara durão. Ele pode se defender, mas no geral ele se parece mais com o protagonista de Silent Hill 2. Você terá que correr dos inimigos muito mais do que o convencional: você pode ficar cara a cara com um inimigo, mas se estiver em desvantagem, a melhor estratégia é correr.

Silent Hill Downpour para PS3

PSB: Quais lições a Konami aprendeu de Silent Hill: Homecoming?
DS: Ele foi muito bem analisado pela crítica e é definitivamente um ótimo jogo. Mas eu acho que os fãs de Silent Hill esperam um jogo que tenha mais terror psicológico do que aquele monte de combates. Homecoming era claramente um jogo de combate pesado, que afastou alguns fãs. Há uma dicotomia entre os jogadores do gênero survival-horror: os fãs de Resident Evil tendem a preferir o combate pesado, enquanto os fãs de Silent Hill tendem a preferir aquela exploração lenta do horror. Ainda há combates em Downpour, mas não é tão frequente como em Homecoming.

PSB: Qual jogo Silent Hill você diria que se compara com Downpour?
DS: Silent Hill 2, definitivamente. Downpour tem uma história própria que não está amarrada a nenhum outro jogo Silent Hill, levando o conceito de volta a suas raízes. Silent Hill 2 foi um dos grandes jogos favoritos pelos fãs, então pegamos elementos que foram destaque naquele jogo e integramos aqui.

PSB: Os inimigos clássicos, como as Puppet Nurses, retornarão de alguma forma?
DS: Não. Nos jogos Silent Hill, os monstros estão diretamente ligados ao passado do protagonista, então os inimigos deste jogo tem significado para Murphy. Não iremos encaixar o Pyramid Head ou as Nurses a toa. Não faria sentido. Isso poderia ser visto como um erro de Homecoming – os desenvolvedores fizeram um serviço para fãs ao apresentar monstros dos jogos anteriores, mas que não faziam sentido. Os fãs principais chamaram a nossa atenção para isso, com toda a razão.

PSB: Mas o icônico nevoeiro retornará, certo?
DS: Definitivamente. O nevoeiro é uma marca registrada de Silent Hill, mas o principal tema visual de Downpour é a água. Temos um sistema climático aleatório muito bacana que impacta a jogabilidade: quando o clima está tenso, a quantidade de inimigos aumenta. Ou seja, se o clima estiver um inferno, é melhor procurar um lugar para se esconder…

Silent Hill Downpour para PS3

PSB: Vejo algumas influências em mundo aberto nos designs de ambientes aqui. É minha imaginação?
DS: A cidade é completamente explorável. Os jogos anteriores tinham uma série de portas trancadas que desencorajavam os jogadores de explorar. Downpour tem muitas missões paralelas que não estão ligadas à história principal. Você pode passar por uma sala que ativa uma missão paralela e completá-la pode revelar um pouco de conhecimento sobre Silent Hill.

PSB: Há muito tempo o compositor de Silent Hill, Akira Yamaoka não está mais na companhia. Quem será o responsável pelo design do áudio?
DS: Quando Akira Yamaoka deixou a companhia, fomos forçados a procurar em outro lugar. O design de som está sendo feito por Natham McCree, que trabalhou em Tomb Raider e é um designer de áudio extremamente eficiente. Em termos de trilha sonora, contratamos Dan Licht, que fez a trilha do seriado Dexter. Ele combina bastante com a série. Nós procuramos ele pois somos grandes fãs de Dexter e pensamos que ele gostaria de Silent Hill. Um grande detalhe é que Dan é um tocador dedicado de bandolim, e Akira Yamaoka costumava incorporar muito bandolim, então foi o encaixe perfeito.

Uma observação: nós também assinamos com o Korn para tocarem a o tema de abertura para Silent Hill Downpour. Não é um som heavy metal, mas é algo diferente das músicas do Korn. Eles mudaram um pouco o som deles. Mas eles farão apenas a música de introdução, não a trilha sonora do jogo.

PSB: Como está o trabalho com Silent Hill HD Collection?
DS: Iremos lançar Silent Hill HD Collection para PS3 no primeiro semestre de 2012 e irá incluir versões HD de Silent Hill 2 e Silent Hill 3. E para o PS Vita teremos Silent Hill: Book of Memories próximo ao lançamento. Book of Memories é uma experiência completamente nova, um explorador de dungeons multiplayer que traz muitos elementos legais da série. Não é um trabalho qualquer com Silent Hill estampado na caixa – é um jogo muito bacana e explora elementos interessantes da série.

Os comentários estão fechados.

12 Comentários

  • SENHOR_DESTINO

    fabio e vinicius vocês poderiam me respoder se alguma noticia sobre o contrato da EA GAMES com a playstation store brasil?e se possivel vocês poderiam mandar essa sugestão para o pessoa da psn brasil para eles darem alguma novidade sobre o contrato e seu terminio.FELIZ ANO NOVO PRA VOCÊS.

  • Não acredito no sucesso desse Silent Hill. Espero que esteja errado, mas o que a Konami vem fazendo é brincadeira. Castlevania foi o último. Lords of Shadow é um ótimo jogo mas se compararmos com os clássicos da série é um insulto. Silent Hill parece seguir no mesmo caminho. Fugindo muito do foco da série nos últimos episódios. Downpur parece ser um bom jogo, mas a produtora é que me faz ficar com um pé atrás. Então é melhor esperar e torcer pelo melhor. Ainda sobre as séries de sucesso, problemas também tem a Capcom. Inventou de produzir suas franquias no ocidente e veja no que deu: Devil May Cry sendo detonado pela Ninja Theory. Resident Evil destruído pela Slant Six. Mas a culpa não é só dos ocidentais. A Capcom é a que tem mais culpa. Detonou RE desde o 4. E Dino Crisis? Não preciso nem dizer. Uma das séries mais vendidas da história da Capcom é destruída sem entendermos o porque. A culpa não foi ser exclusivo para o XBOX, mas sim a mudança de história. Resultado: Está abandonado na Capcom. Torço por um novo Dino Crisis (apesar de ser muito difícil) e torço para que a Capcom, assim como a Konami, façam algo pelas suas séries e não abandonem a legião de admiradores que possuem.

  • Arthur_kurtlin

    Totalmente de acordo com o post acima !# DiegoKG5

  • Nossa… to com medo só de ler a entrevista! :S Acho que esse ai ver ser um sucesso e um filme de terror horripilantemente bom!

  • ErickFaria-LE

    Talvez sejam os meus olhos, mas este Silent Hill está um tanto quanto..claro demais. OK, o The Room também era, mas o foco era no quarto assombrado, não na cidade, logo naquele caso isso se justificava. Neste jogo, o protagonista está em terreno aberto e consegue-se enxergar longe nos cenários. Espero que não errem a mão.

  • phoenix_d_ace_br

    Finalmente consegui logar minha conta BR, pra postar aqui. \O/

    Quanto a SH, é muito provável que eu invista alguns trocados nela.
    Acompanho a série desde os primórdios e vamos dar mais um voto de confiança pra essa versão.

    []s

  • Wilmar_Marquetti

    Sou fã da série e principalmente da história. Na minha avaliação, o 1, 2 e 3 foram ótimos! Gosto muito de todos eles, justamente por serem diferentes dos jogos de ação, aventura ou mesmo terror existentes na época, pela trama bem bolada, terror psicológico como ninguém conseguia fazer e trilha sonoroa apaixonantemente sombria e triste, e que até hoje escuto. Depois disso, ainda gostei de alguns aspectos do Silent Hill 4. Origins também foi legal, com exceção de algumas adições modernas demais que só prejudicaram o jogo. Mas passava. Já o ultimo da série, homecoming foi o abismo. Pegou tudo que a serie tinha de bom e jogou no lixo.

    Espero que este seja realmente bom e volte as origens como o bom e velho SH2!

  • sinceramente, depois que a equipe original foi desfeita pela Konami e ela passou a terceirizar os games dessa serie para estúdios americanos, a qualidade dos títulos despencou. Vou me contentar com a versão hd Collection mesmo.
    Como sempre, os estúdios japoneses na busca por lucros acabam sacrificando os jogos, vide a capcom o o novo devil may cry e a square com a serie final fantasy.

    Vale mais a pena ter os fieis fãs ou sacrificar a marca por busca de novos lucros?

  • Sou muito fã da serie. E to com muita fé nesse jogo, pois vi um video da demo dele, que tinha 30 minutos, e sinceramente, me assustei mais ASSISTINDO o video de 30 minutos, do que JOGANDO o homecoming.
    Acho que eles vão conseguir fazer um otimo jogo, o unico pecado é o Akira Yamaoka não participar, porque convenhamos, o cara é muitooooo mestre!

  • Olá pessoal, não sei se vocês sabem, mas na página do Facebook do Vatra Games, que é o estúdio que está desenvolvendo o jogo, afirmaram que haverá legendas em português. Só não informaram se será português do Brasil ou Portugal.

    Se for português do Brasil, espero que a tradução seja tão boa quanto do Assassin’s Creed Revelations e Batman Arkham City, que são fantásticas!

  • Pelos vídeos q eu vi até agora, esse Silent Hill está muito bom, tem bastante foco no terror psicilógico, gráficos bons e ótima ambientação. E essa notícia de q não vai ter HUDs colabora ainda mais pra imersão do jogo. Se ficar pelo menos no nível de Alan Wake do X360, já vai ser fantástico.

  • – ErickFaria-LE Concordo 100% com vc cara, tá faltando o clima ‘fúnebre’ que dava até arrepio nos episodios anteriores… Espero que nao invistam totalmente na açao nesse SH.

Por favor, informe a sua data de nascimento.