Embarque em Yuki, uma aventura bullet hell para PS VR

2 0
Embarque em Yuki, uma aventura bullet hell para PS VR

Use sua imaginação para se transportar para outro mundo, mas como um salvador do universo.

A história de Yuki gira em torno do personagem principal, um Vigilante Espacial cuja função é proteger a Star Flower —  um corpo celestial responsável por alimentar o universo com criatividade. Yuki vê o seu amado universo em perigo quando os Yokaliens roubam toda a força de criatividade. A criatividade sempre foi o objeto de desejo deles, mas os Yokialiens levam o universo para um caminho de destruição. Junto com os poderes incríveis da imaginação selvagem de uma criança, Yuki terá de passar por balas infinitas e criaturas arrepiantes para que, juntos, possam salvar o destino do universo.

Agora que você está a bordo desta aventura, você precisa conhecer um pouco mais do universo que você está prestes a desvendar! Neste artigo, vamos compartilhar o núcleo da fantasia do jogo, um importante pilar que nos ajudou a manter a maioria das escolhas de design.

Com as capacidades de imersão da realidade virtual, Yuki nos leva de volta à nossa infância, quando, com nosso brinquedo favorito em mãos, nosso quarto se tornou pequeno demais para comportar o nosso mundo imaginário. Por ser um jogo que gira em torno da criatividade, queríamos que o jogador se sentisse como uma criança novamente e, com o boneco de Yuki nas mãos, embarcasse em uma aventura perigosa para salvar o universo. Basicamente, cada escolha de design veio desse princípio, que chamamos de a fantasia central do jogo, e nos ajudou a basear todas as decisões importantes durante a criação, incluindo o quarto, a porta de entrada do jogo.

Foi muito importante que cada jogador tivesse sua própria visão do jogo, embora ainda sentindo que pertenciam a ele, e o mais importante, nós queríamos que cada jogador tivesse uma conexão única com o boneco de Yuki – assim como eles tinham com seus brinquedos favoritos enquanto cresciam. Para isso, decidimos colocar o jogo em um universo baseado na realidade, mas sem nenhuma menção específica de local, a única referência é que a história se passa no quarto de uma criança. Mas este não é um quarto qualquer, mas sim o de um grande fã de Yuki. Uma decisão tomada para que o jogador saiba quem ele é no jogo logo de início. 

Pegar o boneco Yuki é a chave para entrar no mundo da imaginação, e transporta o jogador para onde a ação realmente acontece. Embora o foco principal aqui fosse criar uma mistura desafiadora de bullet hell com elementos roguelite, era importante que a fantasia central do jogo permanecesse presente. Portanto, foram criados obstáculos e padrões de balas que constantemente lembram o jogador de que ele está segurando um brinquedo. Ao mesmo tempo em que seria divertido ver se Yuki poderia passar pelas barras estreitas de um portão ou experimentar a emoção de se esquivar de balas aparentemente infinitas, também seria uma forma instintiva de fortalecer o vínculo entre Yuki e o jogador. Foi interessante ver isso acontecendo durante nossos testes de jogo, onde os testadores escondiam Yuki atrás deles, uma vez que muitas balas colocariam sua segurança em risco, ou mesmo se desculpavam quando ela era atingida.

Como Yuki é um jogo com elementos de roguelite, a progressão permanente do jogador é um aspecto importante, e ao jogar, a oficina é o lugar que cumpre essa função. Foi fundamental que a equipe fizesse isso do modo certo para manter os jogadores motivados, mas também foi muito importante que este lugar seguisse a fantasia central do jogo, algo que experimentamos desde os estágios iniciais do protótipo. Sendo ainda um lugar construído no imaginário da criança, a oficina possui elementos do quarto infantil que ajudam na imersão, como a caixa de brinquedos e a escrivaninha, ao mesmo tempo que permite uma experiência mais tática ao trazer uma espécie de hangar holográfico, onde o jogador pode pegar brinquedos de cápsula que contém melhorias e decidir quais comprar para se tornar mais forte.

Criar um jogo onde a infância desempenha um papel tão intrínseco nos deu a chance de construí-lo com base em nossas memórias mais queridas. Ao consolidar cada um deles na fantasia central do jogo, fomos capazes de criar uma jogabilidade única, onde somos convidados a voltar aos dias em que nossos brinquedos favoritos viajavam conosco para as galáxias mais distantes, para nos ajudar a alcançar o impossível. Esperamos que Yuki te leve de volta àqueles dias e te encoraje a, mais uma vez, brincar como uma criança.

Yuki estará disponível em 16 de novembro para PS VR e você pode conferir o trailer agora.

Embarque em Yuki, uma aventura bullet hell para PS VR

Além disso, já que você está aqui, que tal compartilhar conosco algumas das suas memórias de criança? Você tinha um brinquedo favorito? Adoraríamos saber.

Participe da Conversa

Adicionar Comentário

Mas não seja mala!

Please be kind, considerate, and constructive.

2 Comentários

  • Meu brinquedo favorito de infância foi um brinde de lanchonete. Era um furby laranja, mais pra mim era um coruja simpática.

    • dudanicolau

      Ahh que legal, eu amava o Furby! Não sabia que eles vinham como brinde!! O meu era o Fofo, aquele cachorro de três cabeças do Harry Potter! hahah

Deixe uma resposta

Por favor, informe a sua data de nascimento.