A experiência tátil de jogar Call of Duty: Vanguard no PS5

0 0
A experiência tátil de jogar Call of Duty: Vanguard no PS5

A envolvente experiência da Segunda Guerra Mundial é elevada com o poder do controle sem fio DualSense do PS5.

A franquia Call of Duty sempre foi uma grande troca de tiros, sublinhada pela diversidade de classes de armas e múltiplos acessórios, criando uma vasta gama de opções para escolher antes de entrar em batalha.  Mas os jogadores experientes sabem que se trata mais do que a intensidade do dano de uma determinada arma ou a rapidez com que a velocidade de downsight de outra permite que você reforce sua relação K/D – como um jogador em particular se sente com uma arma tem muito mais a ver com sucesso do que qualquer outro aspecto. 

Na Sledgehammer Games, temos o prazer de informar aos jogadores de PlayStation 5 sobre como Call of Duty: Vanguard vai utilizar os recursos do controle sem fio DualSense para elevar a sensação de imersão e trazer uma série de experiências táteis a diferentes armas no jogo.  Em um jogo sobre guerra em uma escala global, o feedback tátil e os gatilhos adaptáveis do controle DualSense nos dão uma oportunidade de dar vida a essa experiência como nenhuma geração anterior de console poderia. 

Aqui estão alguns exemplos do que os jogadores do PS5 podem esperar experimentar em Call of Duty: Vanguard quando ele for lançado em 5 de novembro:

A arte de puxar o gatilho

O nosso objetivo em Call of Duty: Vanguard era simular o peso do gatilho das armas do mundo real e dar ao jogador a oportunidade de encontrar o gatilho que funciona para ele no jogo. Isso é bastante auxiliado pela resposta de força aplicada pelos gatilhos adaptáveis do controle DualSense.  

Há várias fases de puxar um gatilho no jogo: o “take-up” ou a distância que um gatilho percorre quando um jogador começa a pressioná-lo.  Depois, há o “intervalo”, ou o ponto em que o disparo é realizado após uma quantidade correta de pressão ser aplicada.  Em seguida, há o “deslocamento excessivo”, que é a distância que o gatilho puxa após o ponto de ruptura e, finalmente, a “reinicialização do gatilho”, que interrompe o acionamento automático e redefine o intervalo.

É na fase de “intervalo” que os gatilhos adaptáveis do controle DualSense se aplicam a vários graus e criam a sensação de peso no gatilho.  Essa resposta é aplicada de forma diferente para armas diferentes, criando uma sensação mais precisa de peso do gatilho para cada uma.

Por exemplo, se você estiver correndo com uma arma 1911, sentirá uma tensão moderada à medida que chega ao ponto de ruptura, mas não terá o mesmo peso que o rifle de mira M1 Garand:

Isso significa que você realmente vai sentir o poder da sua LMG ao arrombar portas e paredes nos novos ambientes reativos de Vanguard…

Muito mais do que sentiria, digamos, os solavancos rápidos e ondulantes enquanto metralha na direção de um inimigo com sua SMG ou até mesmo uma AR, como a STG:

Por fim, a resposta aplicada pelo controle DualSense não afeta apenas o impacto do gatilho de disparo em Vanguard, mas também o gatilho da mira, o que significa que a velocidade de downsight e o peso do gatilho L2 mudam com base na arma que você está empunhando.  Por exemplo. A sensação de carregar armas pesadas será de um peso maior do que se fosse uma arma mais leve.  Além disso, os acessórios que você tem na sua arma também vão desempenhar um papel nesse aspecto, por isso é um fator a considerar quando fizer suas escolhas.

No final, o jogador vai encontrar variedade na sensação que a arma provoca, vai encontrar novas variáveis para trabalhar no ajuste da arma e terá a capacidade de adicionar novos acessórios que mudam a forma como o gatilho reage, a força do feedback e a velocidade de downsight.  A capacidade de fazer isso com o controle DualSense não só nos permitiu adicionar um novo grau de tomada de decisão tática para os jogadores durante a construção das suas cargas perfeitas, mas também ajuda a aumentar a sensação de imersão na experiência geral.  E, no caso de os jogadores decidirem que essas funcionalidades não são para eles em uma circunstância específica, elas podem ser ativadas ou desativadas em tempo real nas Configurações do jogo.

Resposta tátil e as sensações de combate

O realismo da arma não é a única coisa que irá diferenciar Call of Duty: Vanguard no PS5 e adicionar à experiência visceral da guerra global.  Conforme você atravessa as múltiplas frentes da Segunda Guerra Mundial, os elementos explosivos do combate não são experimentados apenas por meio da visão e do som, mas também pelo tato.  

Durante os modos Campanha e Multiplayer, haverá momentos em que o caos da guerra está em plena tela e, com a ajuda de um feedback tátil no controle DualSense, você sentirá a ação acontecer à sua volta, pulsando nas suas mãos e atravessando seus braços.

Por isso, quando o fogo inimigo estiver rasgando sua cobertura, você sentirá os impactos das explosões e dos destroços à sua volta:

Ou quando vier a chuva de fúria da Luftwaffe enquanto você está correndo para sobreviver em Stalingrado, você sentirá o baque das pesadas explosões, aumentando o caos do momento:

São momentos como esses que ajudam a destacar Call of Duty: Vanguard como uma experiência da Segunda Guerra Mundial como nunca antes, e que alcança um novo nível de imersão no PS5.

Estamos muito entusiasmados para que os jogadores do PS5 experimentem o jogo em poucos dias.

Não se esqueça de reservar hoje mesmo e receber vários bônus, como a possibilidade de obter gratuitamente o Ghost of War Ultra Skin para Call of Duty: Black Ops Cold War e Warzone, se a reserva de Vanguard for realizada até 2 de novembro. Levante-se em cada frente.

Por favor, informe a sua data de nascimento.