Os chefes de Demon’s Souls – Os inimigos mais temidos pelos desenvolvedores

1 0
Os chefes de Demon’s Souls – Os inimigos mais temidos pelos desenvolvedores

As lutas e equipamentos inesquecíveis que fizeram estes chefes marcarem uma geração.

Algo que sempre me chamou atenção nos chefes de Demon’s Souls é sua grande variedade, cada um criado para fazer você se sentir inconsequente e incapaz – pequeno contra o Cavaleiro da Torre, lento contra o Perfurador ou encurralado contra a Aranha Blindada, sem ter para onde fugir. Mesmo seu primeiro confronto, com o corpulento Vanguarda, testa sua coragem logo no início da aventura. A grande força e volume desse chefe abala até os jogadores mais habilidosos. Esse primeiro confronto estabelece a inquietação e o medo que perseguirão você cada vez que enfrentar um novo chefe aterrorizante. Mas há também uma enorme satisfação quando você finalmente os derrota.

Ficamos curiosos para saber quais eram os chefes mais memoráveis para nossos amigos e colegas, então perguntamos a alguns deles sobre os seus favoritos. Aqui estão algumas histórias de quem já sofreu e triunfou, inclusive eu.


Gavin Moore
De todas as abominações que causam sofrimento nas terras de Boletaria, a mais marcante, para mim, é o Perfurador. Diferente do pesado Cavaleiro da Torre, o Perfurador faz ataques rápidos e mortais. Sua aparência se destaca pela incrível armadura de prata com detalhes vermelhos, e sua espada é veloz e letal. É um guerreiro de verdade, e é por isso que essa é minha batalha preferida. É uma combinação pura de habilidade e reação, mano a mano. Simplicidade e elegância. E derrotá-lo é uma sensação extremamente gratificante.

Yasutaka Asakura
Executive Producer, SIE Worldwide Studios External Development
O Velho Monge é a sombra por trás do poder contido na Torre de Latria. É o criador dos horrores lá contidos, e um governante que joga quem o desafia na Prisão da Esperança. Mas seu corpo velho e decrépito não é forte o suficiente para encarar um combate. Assim, com seu último suspiro, ele evoca um campeão, envolto nas poderosas vestes douradas do monge. É com essa aparição que você lutará até a morte, sofrendo ataques de uma fúria imprevisível. Esse é o meu chefe preferido porque é o mais desafiador, agindo quase como um humano. E, toda vez que você joga essa batalha, é diferente.

Marco Thrush
President, Bluepoint Games
Minha luta preferida é com o Rei da Tempestade. No momento em que a cena introdutória começa, você já sabe que vai encarar uma luta extensa e singular contra um chefe. Usar [SPOILER] para derrotar esse arquidemônio é uma experiência memorável que, graças ao incrível design de som, não será esquecida facilmente. Como bônus, também é um ótimo local para coletar almas.

Shuhei Yoshida
Head of Indies Initiative, SIE
Meu chefe preferido é o Rei da Tempestade, a arraia gigante que flutua sobre Boletaria. Quando o vi se aproximar e percebi seu enorme tamanho, fiquei deslumbrado, de boca aberta.  “Sem chance de derrotar isso”, eu pensei, e fracassei muitas vezes, atingido pelas lanças gélidas que ele dispara.  Até que consegui vencê-lo, avançando gradualmente com feitiços e flechas.  Mas quando me dei conta de que podia usar [SPOILER], que você encontra nesse nível, e com os efeitos mais fantásticos e extraordinários, fiquei novamente impressionado, não com a luta, mas com a imaginação do desenvolvedor que criou esse incrível combate. 

Peter Dalton
Chief Technology Officer, Bluepoint Games
Demon’s Souls tem chefes muito marcantes, mas acho que um deles se destaca. A Senhora Astraea é realmente única. Embora não cause o mesmo pavor que seus semelhantes, o confronto é emocionalmente inesquecível. Ao descer em seu poço de desespero e ouvir a música tocar, é impossível não questionar suas próprias intenções. Matar seus devotos causa insegurança sobre o seu propósito. A música, a atmosfera e o visual se misturam magicamente. Embora não seja fácil derrotar Garl Vinland, é a parte final do confronto com a Senhora Astraea que fica marcada em você. Eu nunca esquecerei suas palavras: “Pegue sua preciosa alma de demônio”.

Mark Skelton
Art Director, Bluepoint Games
Para mim, o chefe mais incrível e gratificante do jogo é o Labareda. Ele é veloz e poderoso, testa suas habilidades e sua preparação. A resistência a fogo é essencial, e nunca fique nos cantos! Não há margem para erros, tem que dar o seu melhor! Lembro de quando finalmente derrotei essa enorme fera. Joguei meu controle no chão e saí correndo pela casa gritando feito um louco de tanta satisfação. Minha família achou que eu tinha ganhado na loteria.


Como podem ver, os chefes de Demon’s Souls são muito apreciados e fundamentais à essência do jogo. Assim, nós sabíamos que, ao desenvolver Demon’s Souls para o PS5, teríamos que dedicar muito tempo a recriar todos esses inimigos e, ao mesmo tempo, garantir que eles mantivessem suas identidades e jogabilidades básicas. Foi essencial revigorar esses personagens, adicionando uma enorme quantidade de detalhes, não só às suas aparências, mas aos seus movimentos, tornando-os mais intimidantes, ameaçadores e imponentes. 

Todos esses chefes incríveis e aterrorizantes esperam por você para desafiá-los, do fumegante Labareda, que pode incendiar você com um único golpe, ao cego Velho Herói, com quem o silêncio é a chave para a vitória. Quem será o seu inimigo?

Participe da Conversa

Adicionar Comentário

Mas não seja mala!

Por favor, seja gentil, atencioso e construtivo. Para outros tópicos, dirija-se aos nossos Fóruns.

1 Comentário

  • Olá tenho 50 anos e ainda jogo ps4 todos os fins de semana temo pelo futuro fim do ps4 por que o ps5 chega com força total e certamente não terei condições de adquirir um sou fã da franquia battlefield se doer o coração de alguém e me doar um ps5 ficarei grato é muito muito feliz forte abraço

Deixe uma resposta

Por favor, informe a sua data de nascimento.