Bem Vindos a VA-11 Hall-A, Disponível Hoje para PS4

0 0
Bem Vindos a VA-11 Hall-A, Disponível Hoje para PS4

Faça a bebida que mudará uma vida na distopia cyberpunk hoje.

Bem, é real. VA-11 Hall-A: Cyberpunk Bartender Action, a pequena coisinha que fizemos para o Cyberpunk Jam cinco anos atrás, está disponível agora na PlayStation Store. Nossa senhora! Como vários de vocês estarão começando uma nova rodada de VA-11 Hall-A, vamos mergulhar um pouco nas raízes da protagonista do jogo: o personagem que acabaria se tornando a amada Jill Stingray.

Durante o protótipo inicial de VA-11 Hall-A, fizemos o protagonista ser um cara qualquer chamado Gillian, como referência à Gillian Seed do game Snatcher (desenvolvido por Hideo Kojima). Mas conforme a idéia do jogo se tornava mais e mais concreta, começamos a debater que tipo de protagonista realmente queríamos.

Durante a produção da demo do prólogo de VA-11 Hall-A, brincamos com a idéia do protagonista não ter nome, e ser chamado apenas de “o barman”, para que o jogador pudesse se identificar mais facilmente com ele; Esta idéia teria feito o jogo mais parecido com uma de nossas inspirações originais. No mangá “Bartender” de Araki Joh, o barman do título é misterioso durante a maior parte do tempo, servindo apenas como veículo para as histórias que se passam no bar onde trabalha.

Entretanto, no meio do desenvolvimento do game completo, decidimos em uma nova direção. E se o personagem principal parecesse um barman misterioso… mas fosse tudo menos isso? Não só isso, mas com o escopo que queríamos manter — um onde o jogador interage com o mundo apenas quando serve drinks — achamos que nossos jogadores ficariam em melhores mãos interagindo com um protagonista que tivesse uma personalidade propriamente estabelecida.

Se tivesse que descrever Jill como personagem, ela é uma versão mais solitária de mim mesmo (ou pelo menos uma imagem auto depreciativa que volta e meia vem me assombrar). Muitos elementos da história de Jill usam os de minha vida, em um esforço de tentar fazer sua história parecer mais íntima e realista. Coisas como crescer sem amigos, morar apenas com seu avô, e assim vai.

Afinal, nosso maior foco em VA-11 Hall-A foi pegar os personagens cyberpunk mais típicos e fantasiosos e torná-los o mais pé no chão o possível no processo. Faz sentido que a protagonista seria a mais realista de todos, pelo menos no que diz respeito à sua história.

Para quem ainda não conhece VA-11 Hall-A, esperamos que curtam seu tempo com Jill e se identifiquem com suas esperanças, desafios e muito mais.

Por favor, informe a sua data de nascimento.