PlayStation.Blog BR

Falamos Com Miguel Cunha, Novo Diretor Geral da PlayStation Brasil

0 0
Falamos Com Miguel Cunha, Novo Diretor Geral da PlayStation Brasil

Olá, gamers brasileiros! Tenho uma ótima novidade para compartilhar com todos. Trata-se da chegada de Miguel Cunha como o novo diretor geral da PlayStation no Brasil. Miguel, português, chega ao Brasil depois de mais de sete anos na área de marketing da PlayStation Portugal. Aproveitei o momento para uma rápida entrevista com Miguel, e o resultado você confere abaixo. Bem-vindo, Miguel!

Qual sua expectativa ao assumir esse papel tão importante para a empresa no Brasil?
Os gamers brasileiros estão entre os mais apaixonados do mundo, então sei que as expectativas são bem altas. Estou tirando esses primeiros meses para analisar o negócio e já identifiquei diversas áreas de crescimento. Estou animado com essa nova jornada e pronto para aprender mais sobre os gamers do Brasil.

Quais jogos de PlayStation que marcam ou marcaram sua vida?
Um console de videogame oferece oportunidades incríveis de entretenimento de diferentes maneiras. Por exemplo, com o single player. Eu gosto muito de games que contenham uma narrativa forte. Nesse sentido, a Naughty Dog produz histórias maravilhosas. Amo toda a franquia Uncharted, em especial o 2 e o 4. Claro, preciso citar também o The Last of Us, que traz uma história absolutamente envolvente.

Mas a experiência multiplayer também me encanta. Em especial, o multiplayer local, com amigos e família. É impossível não citar FIFA e Pro Evolution Soccer — quantas partidas com os amigos em que você compete até o fim e saboreia a vitória — ou amarga a derrota. Ainda dentro de multiplayer, em uma época eu levava muito o console para viagens com amigos, e alguns jogos me marcaram, entre eles, Buzz! e SingStar. Foi uma época muito divertida!

Por ser português, você com certeza já viveu situações inusitadas em que algumas palavras em um país não significam exatamente a mesma coisa no outro. Como tem sido sua experiência com o português brasileiro até agora?
Na verdade eu já estive no Brasil antes, fiz um semestre da minha faculdade em Florianópolis quando era mais jovem. Então já sei um pouco quais são as principais pegadinhas. Claro, há muitas palavras em Portugal que são palavras do dia-a-dia e que aqui podem ser um pouco ofensivas. Mas vamos deixar isso pra lá.

Uma palavra me chamou a atenção desde que cheguei ao Brasil: “sítio”. Por aqui vocês usam para falar de uma fazenda pequena, algo assim, certo? Em Portugal um sítio pode ser apenas um lugar, como encontrar um sítio para comprar roupas ou ferramentas.

A pronúncia também é algo especial. Brasileiros tendem a falar mais devagar e de forma mais enunciada. Portugueses falam mais rápido, de forma que, para brasileiros, pode soar menos clara. Em reuniões e conversas por aqui, já consigo distinguir quando alguém não está entendendo o que eu estou falando. E, como eu tenho a mania de falar muito rápido, muitas vezes preciso me policiar e desacelerar um pouco.

Juntem-se a nós para desejarmos sucesso ao Miguel nesse novo desafio!

Please enter your date of birth.