PlayStation.Blog BR

Q&A de Fortnite: PlayStation.Blog Entrevista a Epic Games

0 0
Q&A de Fortnite: PlayStation.Blog Entrevista a Epic Games

As origens do modo Battle Royale, como a Epic o implementou em apenas dois meses e muito mais.

A Epic Games tem estado no topo do mundo desde o lançamento de sucesso do seu modo Battle Royale para Fortnite, encabeçando as listas de mais vistos do Twitch e passando a ser assunto de conversas mainstream com várias celebridades mencionado o jogo e até fazendo streaming ao lado das personalidades e influenciadores mais conhecidos do game.

Me diverti muito sendo carregado em partidas e conseguindo muitos Victory Royales com meus amigos na PSN, acho até que é seguro dizer que agora sou um passageiro no trem do hype de Fortnite. Naturalmente, queria aprender mais sobre como a Epic criou o que atualmente é o jogo mais falado do mundo, então contatei Eric Williamson, chefe de design de Fortnite e pedi que respondesse algumas perguntas sobre o fenômeno free-to-play.


PSB: Como a equipe da Epic tem lidado com a quantidade insana de atenção que Fortnite teve nos últimos meses? Esperavam que fosse estourar e chegar onde está agora?

Eric Williamson: Estamos atônitos com os resultados. Adoramos que os jogadores estejam curtindo o jogo e que ele está unindo pessoas!

PSB: Como foi o processo de colocar o modo Battle Royale em Fortnite? Quanto tempo levou desde alguém ter a idéia até ela estar funcionando ao vivo no game?

EW: No passado, e equipe de Fortnite já estava experimentando com vários modos PvP, mas acabou decidindo se concentrar mais na experiência PvE. Sempre com a intenção de voltar lá. Ano passado, a idéia de um modo estilo battle royale acabou pintando. Achamos que seria legal combinar a jogabilidade de tentar ser o último sobrevivente com as mecânicas de ação e construção que diferenciam Fortnite. Em julho do ano passado, começamos a trabalhar num protótipo e então lançamos a nossa primeira versão do modo em setembro. Ou seja, mais ou menos dois meses. Já havia uma base muito sólida para nos ajudar, que com certeza acelerou a criação de uma versão jogável.

PSB: Desde o lançamento, Fortnite teve várias atualizações, com mais ainda à caminho. Pode nos falar um pouco sobre algumas das mudanças menores nas quais a equipe vem trabalhando? Alguma coisa que melhore a qualidade de vida do game sendo feita?

EW:Sim, a equipe está constantemente tentando melhorar tudo, e muito disso tiramos do feedback dos jogadores. Seja melhoria de performance, conteúdo novo, ou atualização de elementos do jogo, estamos sempre vendo como fazer do jogo uma experiência melhor..

Fortnite

PSB: Desde a inclusão do modo Battle Royale, qual mudança, grande ou pequena, teve o maior impacto na jogabilidade?

EW:Acho que o nosso sistema de inventário causou o maior impacto no geral. Poder coletar ou trocar itens rapidamente permite ter à mão exatamente o que precisa. Alguns dos nossos itens não ocupam espaço no inventário, então correr na direção de uma pilha de loot pegando tudo rapidamente é bem legal. Tudo isso ajuda a voltar para a ação o mais rápido possível.

inicialmente, não achamos que 5 espaços no inventário seriam o suficiente – na verdade, até tínhamos planos, durante a época de lançamento, para aumentar o número de espaços para que os jogadores pudessem carregar mais. Mas aí começamos a notar as escolhas interessantes que os jogadores estavam fazendo sobre o que carrega, e como o espaço limitado forçava você a priorizar os itens que mais queriam. percebemos bem rápido que não era necessário mudar como estava funcionando.

PSB: O sucesso do modo Battle Royale influenciou a abordagem da Epic ao modo Save the World?

EW:Temos pessoas trabalhando em ambos os modos, e acabam se influenciando de várias maneiras. Muito do conteúdo que entre no Battle Royale foi criado para o PvE primeiro, por exemplo. Na contramão, o esquema de controle Combat Pro que a equipe colocou no Battle Royale, foi depois adaptado pela equipe do Save the World. TRabalhamos bem juntos e dividimos muito conteúdo, para que jogadores de ambos os modos se beneficiem sempre.

Fortnite

PSB: Que outros tipos de “jogabilidade emergente” gostaria de ver algúem tentar?

EW:O negócio com “jogabilidade emergente” é que é sempre descoberta pelos jogadores, então não queremos revelar muito e acabar levando eles em uma direção. Olhamos para tudo que colocamos no jogo, seja uma mecânica de construção ou item novo, como uma ferramenta que os jogadores podem usar. Como eles as utilizam é que faz cada momento ser surpreendente e único, e adoramos ver o que os jogadores inventam.

PSB: Muitas pessoas estão começando a jogar Fortnite depois de ler matérias recentes e ouvir dos amigos sobre o jogo. Que dica você daria para alguém que está começando hoje?

EW:Construa! Aprender como colocar uma rampa para subir no telhado de um prédio é um ótimo primeiro passo. O sistema de construção de Fortnite pode ser usado para mobilidade, defesa e ofensa, então ao se tornar confortável com o sistema você aumenta suas chances de ganhar.

Por exemplo, se você se encontrar sozinho numa área aberta e começar a levar tiros, pode construir uma parede ou rampa rapidamente para se esconder. Esta proteção pode te dar um tempo para se curar, usar um escudo ou recarregar uma arma.

PSB: Não posso ir embora sem perguntar: Alguma dica sobre o que podemos esperar no próximo Battle Pass?

EW:Gostamos de surpreender os jogadores, então foi mal, mas não posso dizer nada. Em breve teremos mais notícias!

Por favor, informe a sua data de nascimento.