Everybody's Gone to the Rapture

May 16

May 16

A Arte da Remasterização: Call of Duty Zombies Chronicles

Call of Duty: Zombies Chronicles já está disponível para PS4! Jason Blundell da Treyarch faz reflexão sobre quase dez anos de Zombies, e detalha como a equipe destilou a experiência de Zombies em 8 mapas escolhidos a dedo.

Jason Blundell's Avatar Postado por Co-Studio Head, Treyarch Studios

O universo Zombies que começamos a construir em 2008 se tornou algo que nunca poderíamos imaginar quando começamos. O que começou como um simples jogo co-op de defesa contra hordas de inimigos – um Easter Egg para quem completasse a campanha – evoluiu para um “terceiro jogo-em-um” da franquia Call of Duty, com uma comunidade de fãs hardcore. Em poucas palavras, foi uma jornada emocionante.

É por isso que sabíamos que remasterizar uma coleção de mapas (que se tornou a Zombies Chronicles) teria que ser fiel à história e à tradição do universo Zombies, ao mesmo tempo trazendo fãs que podem não ter estado conosco desde o começo dessa aventura. Mesmo com Zombies Chronicles sendo considerada uma “remasterização”, miramos bem alto em termos de qualidade.

Normalmente, remasterizar – no mínimo – involve atualizar a fidelidade do áudio e dos gráficos. Enquanto certamente pode também incluir novas mecânicas e jogabilidade (o que Zombies Chronicles faz, por sinal), geralmente se trata de algo mais cosmético.

No início do processo de desenvolvimento de Zombies Chronicles, sabíamos que era nossa missão elevar este padrão além do máximo. Infelizmente, não existe um botão “Remasterizar” que automaticamente faz todas essas mudanças. Então resolvemos enfrentar o desafio de desenvolver da única maneira que sabemos: de cara, dar o máximo de nós para tentar ultrapassar as expectativas, e deixar tudo à mostra, com a criatividade falando por si só.

Seleção de Mapas

Para aqueles velhos o suficiente para lembrar de fitas cassete, é parecido com isso: se quisesse criar a experiência definitiva que leva até a história de Black Ops III, o que colocaria nela?

Sabíamos que tínhamos que juntar uma seleção de mapas que manteriam a história intacta. Para quem acompanhou a narrativa de Zombies (e manteve a sanidade), fica nítido que é um mundo de várias camadas e incrivelmente complexo. Já que tivemos a oportunidade de atingir todo mundo, unindo gerações de consoles, os oito mapas de Zombies Chronicles são os oito iniciais.

Como em toda boa fita cassete de melhores músicas ou “lista de melhor do ano”, vai haver uma certa discussão sobre o que acabou não entrando. Já que somos uma equipe que está dedicada à contar a história de Zombies para uma comunidade igualmente dedicada, achamos que este é o núcleo de tal experiência. Zombies Chronicles conta com os personagens clássicos que os fãs conhecem e adoram, além da narrativa bem profunda que virou marca registrada de Zombies.

No fim, esta coleção de mapas faz mais do que contar a história de Zombies: também consiste de nossos mapas favoritos… uma fita de melhores canções para a nossa comunidade de fãs.

Visuais

Embora o PlayStation 3 fosse um console poderoso, o PlayStation 4 com certeza é mais, proporcionando ferramentas mais poderosas para os desenvolvedores brincarem, além de uma maior fidelidade de áudio e vídeo.

Com certeza tínhamos que aproveitar isso, então a remasterização começou com uma revisão completa dos visuais, o que requer atualização dos recursos, modelos – refazendo alguns recursos do zero em vários casos – tudo para tirar vantagem do PS4 e entregar um jogo em HD verdadeiro.

O mapa Origins é um ótimo exemplo: mesmo tendo nos ajudado o fato desses mapas já existirem – para chegar ao padrão visual que escolhemos para nós mesmos – tivemos que recriar o robô gigante completamente. Claro, já sabíamos as mecânicas de como ele se moveria e como jogaria, mas construímos aquele troço do zero.

Áudio

O que a nossa equipe de áudio fez por Zombies Chronicles foi igualmente impressionante. Mesmo eles tendo conduzido um passe no áudio para polir e atualizar sons já estabelecidos, também criaram 10x mais sons simplesmente para traduzir novas experiências de gameplay e uma experiência melhorada. “Uma revisão cosmética” era garantida – aumentar o volume 10x era o que tinha que acontecer para se tornar especial.

Jogabilidade

O mesmo grau de paixão foi aplicado na jogabilidade, e isto talvez seja mais aparente no trabalho que foi feito na IA.

A Nacht der Untoten original em Call of Duty: World at War usava uma IA bem básica para seus Zombies. E foi ótimo para a época – e mesmo hoje, é bem divertido – mas a IA evoluiu muito. Temos uma equipe extremamente talentosa de engenheiros que se dedicaram exclusivamente ao desenvolvimento dos sistemas de IA nos nossos jogos, e introduzindo nossos algoritmos mais avançados ao Black Ops III.

Porque ão implementar isso em Zombies Chronicles?

Exato.

Então, fizemos.

E também não foi um simples aperto de botão. Nossa equipe levou meses para implementar tudo nos mapas e achamos que valeu a pena, criando uma experiência ainda mais dinâmica de zumbis perseguindo você.

Em Black Ops III, também lançamos um mercado de GobbleGums para o jogo, criando novas maneiras para os fãs jogarem e interagirem com Zombies. Enquanto os puristas podem querer ignorá-los completamente – o que não tem problema algum – os GobbleGums se tornaram bem populares, então queríamos que estivessem disponíveis, caso as pessoas quisessem usá-los. Incluir isto na coleção – ao mesmo tempo tendo certeza que nos mantivemos fiéis à experiência central – levou bastante trabalho. Assim como não existe um botão de “Remasterizar”, também não existe um botão de “Inserir o seu mercado em um mapa remasterizado”.

E claro, tínhamos que trazer de volta um arsenal considerável de armas para o jogo, incluindo armas de jogos recentes, portanto atualizando a experiência em geral.

Comunidade & Comemoração

Vamos ser sinceros, Zombies não seria nada se não fosse pela comunidade de jogadores que o tornou o que é hoje. Então, foi importante para nós honrar isso o máximo possível. Tanto que, a notícia oficial do lançamento de Zombies Chronicles foi criada com um dos nossos principais criadores de conteúdo no YouTube. E este é um tema que levaremos até o fim, motivo pelo qual vamos ter algo especial no lançamento: os 8 Days of the Undead.

Para comemorar o lançamento de Zombies Chronicles, iniciaremos o programa 8 Days, durante o qual jogadores de Black Ops III ou Black Ops III Zombies Chronicles poderão adquirir XP em Dobro, participar de desafios da comunidade, e receber muito conteúdo exclusivo gratuito, incluindo um cartão Zombies, camuflagem para armas, novos GobbleGums e um tema de PS4.

Zombies é algo único na cultura da Treyarch. Fazemos jogos faz 20 anos e, no tempo em que trabalhei no estúdio, só vi equipes que tentam sempre capturar a magia que os fez apaixonados por games em primeiro lugar, e transmitir isso para uma nova geração de gamers.

Unir gerações diferentes de jogadores de consoles e trazer todos a um só lugar foi fruto da nossa tentativa de compartilhar nossa paixão por Zombies com o maior número de pessoas possível. Por isso encaramos esta oportunidade de desenvolvimento da única maneira que sabemos.

Obrigado à nossa equipe incrível, e à nossa inacreditável comunidade de fãs.

Os comentários estão encerrados. Os comentários são desabilitados para posts com mais de 30 dias.

PlayStation Blog