Um Guia para Iniciantes de Dragon Quest Heroes II, Disponível Hoje para PS4

0 0
Um Guia para Iniciantes de Dragon Quest Heroes II, Disponível Hoje para PS4

Ainda não é familiar com esse negócio de slimes? Conversamos com o produtor Ryota Aomi sobre criar um jogo de ação para todo tipo de gamer.

Guerreiros valentes! Grandes aventureiros! Toneladas de slimes! Hoje marca o lançamento de Dragon Quest Heroes II. É o segundo capítulo da série spin-off que mistura coloridos personagens e mecânicas ricas de RPG de Dragon Quest com o combate famoso pelo qual a Omega Force é famosa.

Para celebrar o lançamento, conversamos com o Produtor Ryota Aomi sobre como o jogo é voltado para iniciantes, o balanceamento dos heróis, multiplayer e, é claro, seu slime favorito.

Se você nunca jogou Dragon Quest antes, dá para entrar nesse como um iniciante?

Ryota Aomi: A série Dragon Quest Heroes é feita para aqueles que não jogaram Dragon Quest. Quando as pessoas escutam o nome “Dragon Quest,” pensam imediatamente em batalhas com comandos de menu, mas essa série em particular é baseada em ação, com controles mais intuitivos. Esperamos que todos conheçam o charme de Dragon Quest depois de jogar esse game!

Dragon Quest Heroes II

Diga uma coisa que o jogador deve saber antes de começar.

Ryota Aomi: Dragon Quest Heroes II segue uma filosofia de design fundamental da série: até jogadores que têm dificuldade conseguem chegar no final ganhando níveis com pontos de experiência e melhorando suas armas.

Além disso, Dragon Quest Heroes II oferece um sistema que permite a outros jogadores online a te ajudar nas batalhas narrativas. Esse sistema torna mais fácil derrotar chefes ou completar fases que eram mais difíceis antes.

Em uma nota relacionada, Yuji Horii — o pai de Dragon Quest e diretor geral deste título — foi quem teve a ideia desse sistema. Ele queria que as pessoas se ajudassem com mais facilidade.

Como a história de Dragon Quest Heroes II difere do original?

Ryota Aomi: É bem simples, na verdade. Criamos uma história completamente diferente para que quem não jogou o game anterior possa desfrutar desse aqui.

Além do mais, como você pode ver em outros jogos da série Dragon Quest, cada título é uma experiência independente. Esse game segue a mesma regra. Além disso, havia um desejo de trocar os personagens principais, a começar pelos protagonistas. Dragon Quest Heroes II traz designs de personagem do artista de mangá Akira Toriyama. Quem não quer ver novos personagens de Toriyama? Estou extremamente feliz em ver seus novos designs (risos)!

Dragon Quest Heroes II

Quem você controla, e por que? Você tem alguma recomendação para iniciantes?

Ryota Aomi: Nós preparamos cada personagem para ser o mais balanceado possível. Não existe um personagem em particular que recomendamos para iniciantes; se algo, gostaríamos que os jogadores começassem escolhendo um personagem baseado em preferência pessoal, seja aparência, armas ou habilidades.

Cesar é maneiro, e Maribel é super fofa (risos). Se tivesse que escolher, diria que as ações de espada de Terry são muito agradáveis. Se você dominá-las, os demais espadachins serão fáceis de usar.

Com quem você jogou a nova opção multiplayer?

Ryota Aomi: Eu, obviamente, joguei essa modalidade repetidamente com a equipe de produção antes do jogo estrear no Japão, mas também enfrentei pessoas que nunca vi antes depois do lançamento. Tenho certeza que a outra pessoa não fazia ideia que estava jogando com o produtor (risos). Jogadores podem desfrutar desse modo com amigos, ou se juntar a outras pessoas que não conhecem sem medo, então adoraríamos ver todos tirarem um tempo para aproveitar dessa opção enquanto progridem na história

O que te deixa mais orgulhoso em Dragon Quest Heroes II?

Ryota Aomi: Estamos orgulhosos do fato que foi possível lançar esse jogo menos de um ano depois do predecessor sem deixar todos esperando. Olhando para jogos de console recentes, existem muitos títulos que levam anos para serem criados, mas fomos capazes de terminar em pouco tempo devido aos esforços da equipe de desenvolvimento da Omega Force (ω-Force) na Koei Tecmo Games.

Muitas vezes perguntamos “Como vocês criam jogos tão rápido?” Porque todos na equipe de desenvolvimento amam Dragon Quest! Falando sério, devido ao amor pela franquia, nossos objetivos foram claramente definidos, então pudemos proceder sem perder o rumo.

O que vocês aprenderam com o Dragon Quest Heroes original que pode ser aplicado na continuação? Algum feedback dos jogadores?

Ryota Aomi: Existe tanto feedback dos fãs que usamos em Dragon Quest Heroes II! Começamos o desenvolvimento do jogo reunindo toda declaração de feedback possível. O volume geral era assustador, mas a equipe de criação discutiu tudo e se focou em certos pontos de foco. Por exemplo, coisas como um campo de batalha mais repleto de aventuras, multiplayer, diferentes vocações, assim como melhorias gerais de jogabilidade.

Na verdade, muito do feedback estava alinhado com nossos desejos enquanto desenvolvedores, também. Isso é extremamente importante ao desenvolver um game, mas é muitas vezes difícil de realizar. Mas fomos capazes de fazê-lo em Dragon Quest Heroes II!

Dragon Quest Heroes II

Algum outro game, filme ou livro inspirou você enquanto trabalhava?

Ryota Aomi: Não havia algo consciente durante o desenvolvimento do game, então nada em particular me vem à cabeça (risos). Sou fã de Star Wars (risos). Talvez tenhamos sido inspirados por diversos jogos ou livros inconscientemente. Se tivesse que citar algo, diria que queriamos que o multiplayer fosse o mais acessível possível, então pesquisamos muito no que se refere ao design de matchmaking e o fluxo de jogos de tiro multiplayer.

Você tem alguma história memorável da produção?

Ryota Aomi: Uma healslime chamada Healix aparece como mascote do jogo depois de sua participação no primeiro título. Quando estávamos nos preparando para gravar a dublagem em inglês, o menino que havia interpretado o papel de Healix tinha passado por uma mudança em sua voz (risos).

A gravação se deu quase um ano depois do título anterior, mas o crescimento de uma criança era mais rápido do que havíamos imaginado. Dito isso, ficamos extremamente felizes pelo seu crescimento, já que fez parecer que ele ganhou nível e adquiriu uma nova habilidade. Rapidamente pedimos para outro garoto com voz parecida interpretar o papel. Encorajo todos vocês a ouvirem e comparar a voz de Healix entre os dois jogos!

Dragon Quest Heroes II

Finalmente, mas não menos importante: qual sua slime favorita?

Ryota Aomi: Essa é a pergunta mais difícil! Isso é extremamente agonizante (risos). Se tivesse que escolher, iria com a metal slime, liquid metal slime, ou… não, talvez o metal king slime por causa dos pontos de experiência!

Mas o favorito para mim é healslime, que por acaso é o mascote desse jogo. Acabei muito conectado com o personagem já que passei o maior tempo com ele. Também dormi com uma pelúcia de Healix toda noite. Brincadeira (risos)! Healix é um personagem importante que gostaríamos de continuar a desenvolver, então fique de olho!

Por favor, informe a sua data de nascimento.