No Man's Sky

Mar 08

Mar 08

A Monolith Revela Grandes Ambições para Middle-earth: Shadow of War

Veja 16 minutos do gameplay da aguardada continuação de Middle-earth: Shadow of Mordor.

Sid Shuman's Avatar Postado por Director, SIEA Social Media

A Monolith tem se mantido ocupada. Depois do sucesso do hit de 2014 Shadow of Mordor, o estúdio começou a criar uma continuação direta que nos daria toda a escala, espetáculo e selvageria que pudemos apenas ver nas entrelinhas de Mordor.

O resultado? Middle-earth: Shadow of War, um imenso e épico RPG de ação que chega para o PS4 este agosto. Semana passada, pude assistir um demo acompanhado de comentários de Michael de Plater, o líder criativo do jogo. Foi uma experiência fascinante.

Minha principal lição: A Monolith está testando os limites da sua tecnologia Nemesis mesmo em Shadow of War. Uma sábia decisão, já que a Nemesis é uma das inovações tecnológicas mais promissoras da atualidade.

Em resumo, a Nemesis simula um mundo vivo, pelo menos nos pontos gerais. Ela cataloga suas ações e distribui consequências e cenários customizados apropriadamente. É uma maneira de fazer com que a história de cada jogador seja única e mais pessoal.

No jogo Shadow of Mordor de 2014, o sistema permitia iniciar encontros aleatórios. Mate um líder orc e a Nemesis o fazia retornar depois, mais feio e vil ainda, berrando referências de como ele foi derrotado e proclamando sua vingança.

Mas em Shadow of War, a Nemesis parece ir em direções mais atrevidas e intrigantes. Sim, você ainda encontrará morte e destruição, mas também histórias de traição, lealdade, e até amizade de acordo com de Plater. Como as garras da Nemesis agora podem alcançar personagens e ambientes, o jogo de cada um pode se tornar muito mais diferente.

Você captura uma fortaleza orc. Você então recompensa a lealdade de um seguidor o tornando o feitor, ou ganha uma vantagem estratégica significativa e entrega a fortaleza nas mãos de um líder de guerra veterano? De qualquer jeito, viverá — ou morrerá — com as consequências.

Enquanto isso, o jogo está parecendo bastante cinemático mesmo. Não precisa acreditar na minha palavra; veja o vídeo acima. Orcs e humanos ambos contam com animações bem expressivas, ângulos de câmera se inclinam vertiginosamente para capturar sua atenção, e interlúdios bem interessantes injetam drama.

Há muito o que amar aqui. Customização mais profunda e mais loot para os amantes de RPG e combate mais macabro para os que curtem tripas voando. Enquanto isso, os cenários de conquista de fortalezas mostrados na estréia do gameplay sugerem uma experiência maior, porém mais focada.

Por enquanto, estamos gostando. Será que Shadow of War vai superar Mordor? Descobriremos este agosto, mas aposto que a resposta será ‘sim’.

Os comentários estão encerrados. Os comentários são desabilitados para posts com mais de 30 dias.

PlayStation Blog