Apresentando Whispering Willows para PS4 e PS Vita

2 0
Apresentando Whispering Willows para PS4 e PS Vita

Você já explorou algum lugar que não deveria?

A emoção! A expectativa! O frio exaltado e eletrizante na espinha. Ali está você, cercado por um silêncio misterioso e imenso, superado pelo sentimento assombroso de que você sabe – simplesmente sabe — que não está sozinho(a).

Whispering Willows tem este tipo de experiência: um game de aventura em que você assume o papel de Elena, uma garota determinada com a habilidade extraordinária de projetar seu espírito para fora do corpo. Como espectro, ela pode interagir com os espíritos benevolentes e com as aparições perversas que habitam as paredes da sinistra Willows Mansion. Ajude Elena a usar sua projeção astral para resolver puzzles, ajudar espíritos perdidos e a revelar o mistério por trás do desaparecimento do pai dela.

Com lançamento em 30 de junho como um jogo exclusivo pra consoles PlayStation em Cross-Buy entre PS4 e PS Vita – com um tema exclusivo e dinâmico pra PS4 também disponível – pode-se descrever melhor Whispering Willows em uma palavra: imersão.

Uma história de aventura e descoberta que se desdobra conforme você avança no game. Falamos com David Logan e Kyle Holmquist da Night Light Interactive para sabermos mais detalhes do Whispering Willows.


LOOT: Whispering Willows enfatiza a atmosfera e a descoberta — mais como um trabalho interativo de ficção. Qual foi a inspiração para este jogo?

David Logan: Minha motivação original para o Whispering Willows foi ter gameplay mais focado; quis explorar a mecânica e as habilidades que um jogador pode ter se jogar como fantasma. A história também era extremamente importante desde o começo para mim, por isso, a primeira pessoa que trouxe para a equipe foi nosso escritor, Kyle Holmquist. Desde o começo, a ideia evoluiu de jogar só como fantasma para jogar tanto na forma corporal quanto na forma etérea.

Kyle Holmquist: Muito da inspiração do game veio da história entre os nativos e os colonizadores brancos, e a natureza dupla dessas histórias. Os nativos contam histórias em que foram escravizados e assassinados, enquanto que os livros de história têm uma abordagem mais pacífica para as relações entre brancos e nativos. Queríamos mostrar essa dualidade aos jogadores.

Whispering WillowsWhispering Willows

LOOT: Os jogadores precisam confiar mais em suas habilidades para tomar decisões, explorar e solucionar puzzles do que combater apertando botões. Isso era parte da ideia geral desde o início?

David: Sim; o gênero terror tem alguns mundos bonitos, mas eu sinto que o jogador sempre passa por ele muito rapidamente, porque tem medo do que está em cada canto. Com o Whispering Willows, eu quis que o jogador sentisse que pode explorar cada cantinho escondido do mundo que criamos.

Kyle: Steve Goldshein (o compositor) fez uma música tão arrepiante para Whispering Willows que, junto com nossas belas cenas pintadas à mão, criou um game mais cerebral que faz os jogadores pensarem. No geral, quisemos oferecer uma experiência de aventura com um toque de terror que pode ser aproveitada de uma maneira diferente.

Whispering Willows

LOOT: Whispering Willows, se destacou como um projeto financiado com sucesso por Kickstarter; o que você acha que fez as pessoas ficarem tão entusiasmadas a ponto de decidirem dar dinheiro para um conceito do qual nunca ouviram falar antes?

David: De início, eu acho que um dos maiores atrativos foi a parte de ilustrações do game. Tínhamos uma equipe de arte talentosa (e grande para um projeto independente) que trabalhou muito para criar um estilo exclusivo. Também tínhamos uma base de apoio decisiva de amigos e família que continua muito envolvida e motivada. Acho que isso contagia e as pessoas se juntaram on-line a nossa comunidade bastante entusiasmada.

Kyle: Um grande atrativo foi ter uma personagem principal feminina – especialmente uma que não tem grande apelo sexual e não é fraca. Elena é uma garota forte, mas também garantirmos que se mantenha humana; tem momentos em que ela é assustadora, triste e até furiosa. São aspectos que eu realmente tentei retratar no game.

LOOT: Whispering Willows está pra entrar no ecossistema mais exclusivo dos consoles com a estréia para PlayStation. Qual você acha que será a opinião do público do PlayStation sobre o game? Por que o jogador de PlayStation deveria conhecê-lo?

David: Whispering Willows sempre foi muito mais do que um game de console. É o tipo de game que eu adoraria quando era criança, daqueles que me fariam me enrolar em um cobertor no sofá para jogar. Oferece uma experiência acessível para um jogador casual, mas também tem uma história profunda e experiências que um jogador hardcore também apreciaria.

Kyle: Acho que ele está em um pequeno nicho que estava vago no PlayStation. É divertido também para jogar com alguém perto de você, especialmente se os dois gostam do ritmo de terror descontraído que é Whispering Willows.


Se você gosta de aventuras cheias de descobertas sombrias, narrativa envolvente e o tipo de mistério que te deixa com frio na espinha, siga seus instintos e confira Whispering Willows em 30 de junho.

Os comentários estão fechados.

2 Comentários

  • sera que vai vir com legendas br ?

    • Sun-Tsu1971

      Espero que venha. Deixarei de comprar caso não venha em nosso idioma. Jogar sem entender o todo de uma aventura não dá.

Por favor, informe a sua data de nascimento.