Como Arizona Sunshine 2 traz seu arsenal e o cãozinho Buddy à vida com o PS VR2, disponível em 7 de dezembro

0 0
Como Arizona Sunshine 2 traz seu arsenal e o cãozinho Buddy à vida com o PS VR2, disponível em 7 de dezembro

O diretor técnico Trevor Blom discute as inovações da sequência, possibilitadas pelo poder de imersão do PS5 e do PS VR2. 

Todo mundo já pensou no que faria se acontecesse um apocalipse zumbi. Quais seriam as nossas escolhas? Como combater os mortos-vivos? Será que dá para levar o cachorro? O jogo de tiro e aventura Arizona Sunshine 2 para PlayStation VR2 responde a essas perguntas e muitas outras com sagacidade.

A sequência, lançada em breve pela Vertigo Games, aumenta a tensão de cada situação, dando aos jogadores maior liberdade, imersão e um companheiro canino que vai roubar a cena e os corações do público. Todos esses elementos aproveitam os recursos táteis avançados do PS VR2, as capacidades de áudio em 3D e a tecnologia de rastreamento ocular para dar forma ao apocalipse zumbi.

Conversamos com Trevor Blom, diretor técnico da Vertigo Games, para saber mais sobre os aprimoramentos imersivos do PS VR2, a relevância do cão Buddy no jogo e muito mais.

Dá para fazer carinho no Buddy? Como funciona?

Blom: [Interagir com] Buddy é quase um jogo à parte. Criar o cachorrinho exigiu um esforço bastante intenso da equipe. Foi trabalhoso. Mas ele sempre foi essencial à nossa ideia do jogo, desde o começo.

[Nós nos dedicamos a melhorar os recursos táteis e as armas e interações,] então também queríamos fazer isso com o Buddy. Se você fizer carinho no Buddy, der uma bola para ele ou atirar um item para ele buscar, vai perceber que a tecnologia tátil está melhor que antes.

A ideia era criar a sensação de recompensa por fazer carinho nele ou brincar com ele. E conseguimos fazer isso com as novas curvas de alta e baixa frequência que atingimos com a tecnologia tátil do PS VR2. Se você der uma bola para ele, você vai sentir uma vibração baixa. À medida que o Buddy for ficando mais feliz, a vibração aumenta até um ápice. O carinho funciona da mesma forma: a vibração muda dependendo de onde você toca nele e da distância em que está. As novas possibilidades da vibração melhoram a experiência toda.

Como é a tecnologia de rastreamento de olhar usada em Arizona Sunshine 2?

Existe um recurso que faz o protagonista dizer alguma coisa quando o jogador olhar para um objeto ou uma área relevante. Para guiar os jogadores em determinadas direções [que podem levar a cenas de jogo, por exemplo], usamos a tecnologia extremamente precisa de rastreamento de olhar do PS VR2. Por exemplo, você tem um item em um lugar. Se a sua cabeça estiver virada para essa direção e você olhar para o item, a ação correspondente será acionada. Isso ajuda o jogador a seguir na direção certa sem perder nenhum controle ou quebrar a imersão do jogo.

Como os recursos táteis afetam as armas do jogo?

O jogo tem mais de 25 armas, e todas têm o próprio perfil tátil, ou seja, disparar, engatilhar ou recarregar com um magazine produz uma sensação diferente em cada uma. Mas o recurso mais evidente é o gatilho. Você começa com uma arma de fogo relativamente leve, então o recuo do gatilho não é tão forte. Mas, mais tarde, você vai conseguir a Desert Eagle e vai perceber uma mudança extrema e repentina no recuo. É assim com todas as armas, porque cada uma tem um perfil de recuo único.

O áudio em 3D foi importante para desenvolver Arizona Sunshine 2?

Muito! Isso se deve a um princípio de design que nós seguimos. Nós não queremos assustar os jogadores, muito menos com aqueles sustos repentinos clichês. Mas nós queremos prender a atenção deles. Estar alerta aos perigos próximos naturalmente deixa as pessoas um pouco tensas. É isso que queremos fazer, e estamos conseguindo. O áudio é a ferramenta perfeita para isso. Acho que um exemplo muito claro disso é que o áudio muda com base na localização do jogador e do zumbi.

Por exemplo, se o zumbi estiver atrás de uma parede ou de uma janela, você vai ouvir o barulho abafado. Mas, se você atirar na janela, vai ouvir o zumbi mais claramente, porque o áudio fica mais direto. Os sons que você ouve têm perfis diferentes conforme a sua localização, e não só barulhos aleatórios. O som é calculado dinamicamente, aumentando a imersão.

Como a tecnologia do PlayStation 5 afeta o jogo de forma geral?

Todo o console contribui com a imersão que queremos para Arizona Sunshine 2. O desempenho que conseguimos é excelente; o jogo fica com gráficos melhores e uma rapidez incrível para carregar. Na verdade, esse tempo ocioso também favorece a imersão, mais do que você esperaria. Em muitos jogos de RV, você só fica olhando para uma barra enquanto o jogo carrega. Não temos esse problema no nosso, porque o jogador fica sempre em movimento, mergulhando cada vez mais no mundo.


Arizona Sunshine 2 é uma continuação merecedora, que leva os jogadores mais a fundo em um mundo imersivo com zumbis ameaçadores, jogabilidade cativante e um simpático companheiro canino interativo. Em 7 de dezembro, descubra esse mundo e faça um cafuné no cão Buddy com a resposta tátil do PS VR2.

Os comentários estão fechados.

Por favor, informe a sua data de nascimento.

Date of birth fields