Detalhes do gameplay de NBA 2K21: movimento, impacto e mais

0 0
Detalhes do gameplay de NBA 2K21: movimento, impacto e mais

Como a tecnologia do PS5 e o controle DualSense melhoram a experiência deste ano.

Bem vindos a uma matéria especial sobre a jogabilidade de próxima geração de NBA 2K21! Nós aqui da Visual Concepts estamos trabalhando bastante para criar um jogo de próxima geração sem igual com NBA 2K21 para PS5, mas gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para falar um pouco sobre a nossa jogabilidade nas semanas antes do lançamento em novembro. Aqui, vamos falar sobre a tecnologia que criamos para tornar NBA 2K21 para PS5 uma verdadeira experiência de próxima geração. 

Movimento da Próxima Geração


Não há nada mais emocionante para um desenvolvedor do que a chegada de uma nova geração de consoles. Cada geração nos dá a oportunidade de reimaginar como podemos melhorar os games de esporte. Se tivesse que escolher um aspecto da jogabilidade que mais se beneficiou do salto para a próxima geração, a resposta seria a movimentação na quadra. A movimentação é a base para um bom game de basquete. Quando esta base não é sólida, vários aspectos do game desmoronam. Usamos vários recursos para melhorar a locomoção com e sem a bola, e estou feliz com o resultado do primeiro título das cestas 2K na nova geração.

Movimento de drible

O drible foi reconstruído do zero para a próxima geração, e a diferença é incrível. Mantivemos o conceito de estilos de drible que foi introduzido alguns anos atrás, mas fora isso, tudo foi jogado fora e recriado, com uma sensação completamente nova da bola em mãos para a próxima geração. Além disso, os movimentos de proteger e passar a bola foram bastante atualizados. O aspecto do drible que mais me empolga é a sua previsibilidade e consistência. Está muito mais fácil ir para onde você deseja na quadra, e da maneira que espera chegar lá. Nada de viradas ou seu jogador olhando para o lado errado. Nada de mudanças bruscas de velocidade ou cortes errados. A movimentação funciona e ponto. E como foi criada usando o mesmo sistema de drible do Pro Stick, as manobras são coesas. A velocidade do jogador está mais próxima da vida real, e a sensação de peso é mais realista. É um pacote completo, e não tenho como exagerar quando digo que elevou o meu divertimento com o jogo.

Defesa e Off-Ball

Todo o movimento não drible, de defesa e ataque com a bola, até defesa e ataque sem a bola é feito pela nossa engine de movimento, já em seu terceiro ano de desenvolvimento. A equipe de movimentação tem trabalhado muito para trazer uma sensação de próxima geração ao movimento sem a bola, e o resultado parece fantástico. Aqui estão alguns dos upgrades de destaque: 

  • Assets contextuais para várias situações do basquete (Transition Stops, Leak Out, Guard Break, Anchor, Space Perimeter) dão um ar mais vivo ao visual dos jogadores na quadra.
  • Pathing, cuts, e stops melhores tornam a defesa mais pé no chão, e consertam os escorregões da geração passada. 
  • Movimento geral melhorado, com mais estabilidade e menos tempo de resposta. Ou seja, demos um jeito dos jogadores de moverem com mais fluidez e exatidão de acordo com seus comandos no controle. 
  • Melhor lógica de detecção de tamanho dos jogadores, com mais ênfase na diferenciação entre jogadores. Os grandes se movem como grandes, e a defesa se move como a defesa. Isto inclui muitos novos contextos de animação para garantir estilos de movimento conhecidos.
  • Um toque no analógico esquerdo realiza um passo rápido, que ajuda muito na hora de ajustar sua posição defensiva. 


Pés Firmes

Escorregar no basquete não é bom. Mas é algo com o qual tivemos que lidar no passado devido a limitações de tecnologia. Estou feliz em anunciar que 2K21 para a próxima geração será um enorme progresso neste departamento. Os nossos engenheiros reescreveram a nossa tecnologia de movimentação dos pés do zero, o que levou a um dos saltos gráficos mais perceptíveis quando você compara o jogo para a geração atual com o da próxima geração. Os jogadores agora tomam passos processuais em vez de escorregarem nos pés quando precisam fazer micro ajustes. Adoro ver o movimento correto do pés quando os jogadores estão fazendo cortes, acelerando, parando, ou mesmo quando estão apenas em pé fazendo movimentos sutis sem sair do lugar. É mais um passo em frente para o 2K, em direção ao esporte real. 

Body Ups

Este é o nome interno para todas as interações entre quem está com a bola e a defesa. É sempre complicado tentar fazer um modelo preciso do jogo de gato e rato entre o ataque e a defesa. O nosso objetivo com os body ups foi destacar as melhorias que pudemos fazer, tanto no drible quanto no movimento defensivo. Para isso, temos menos interações “gravadas”, e respeitamos mais o controle do usuário. Acho que 2K21 atinge um ótimo equilíbrio entre recompensar os ângulos corretos e respeitar o contato. Tentar chegar na defesa pela frente, cara a cara, fará com que parem imediatamente, ou forçará passes. Quando o atacante chega na quadril do defensor mas ele defende bem, teremos momentos mais realistas onde nenhum dos jogadores se sentirá preso. Por outro lado, defensores lentos serão punidos, por exemplo, se tentarem forçar o contato tarde demais, podem tomar um bloqueio. Atacantes fortes podem também parar um movimento e reagir à defesa mais precisamente, então velocidade não é tudo. A lógica para os tipos de resoluções é bem mais robusta e leva em consideração todos os detalhes que se possa imaginar. O resultado é um jogo 1×1 bem melhor, que espelha o da NBA real.

Contato sem a bola

Assim como com os body ups, queremos usar os mesmos princípios para quando se está sem a bola. A equipe de movimento refez totalmente o sistema de contato sem a bola, que agora possui contato incidental além de colisões forçadas. Há uma enorme liberdade de movimento quando você está indo para longe da bola, mas também há contato realista quando for necessário, sem agarrar nem escorregar. Meu aspecto favorito dessas novas colisões pode ser visto nas novas interações de tela. As “telas aspirador” do passado sumiram, onde os defensores eram presos em uma colisão na tela e corriam em uma direção errada. Você pode rejeitar passes, ou se movimentar para o lado que quiser. Tudo parece ótimo, tanto para o ataque quanto para a defesa conseguirem o resultado que mais faz sentido, é um aspecto importante do basquete em equipe.

Engine de Impacto

Um dos maiores desafios que tivemos na hora de equilibrar o ataque e a defesa é o contato. Como pode ver, na próxima geração realmente destacamos a importância de respeitar o controle do usuário, e não deslocamos a defesa apenas para balancear o jogo. Mas contato viável é vital, especialmente para proteger a cesta, e prevenir pontos. Em NBA 2K21 para a próxima geração, criamos um novo sistema de contato no ar que chamamos internamente de Impact Engine. O objetivo foi remover completamente os erros que víamos em jogos do passado, quando os jogadores se acertavam no ar. A Impact Engine nos dá a flexibilidade de fazer exatamente isso. Criando contato quando os jogadores estão no ar, não precisamos mais controlar a defesa enquanto estão no chão, e puxá-los para lugares para forçar certos resultados. Isso será bem notável para a defesa ter a liberdade de manobrar seus jogadores em posição e fazer uma jogada pela bola eles mesmos, em vez do jogo ditar o que acontece baseado nas animações que acontecem. Para ajudar ainda mais a defesa, a lógica da mira do bloqueio foi melhorada e estamos usando IK para a mão rastrear a bola (além de minimizar o clipping). Um dos maiores beneficiários da nova engine é que agora podemos ter alley-oops e putback dunk-ons com contato pela primeira vez em 2K, que são incríveis de se ver e ótimos de conseguir fazer!  

O contato no chão também foi atualizado, especialmente nas faltas. Chegar em um local antes do atirador e conseguir um set resulta em mais chamadas no ataque, e quando chegar tarde terá mais faltas de bloqueio. Também colocamos layouts de “crash” para as situações onde o atirador se joga na defesa, mas sem que haja um bloqueio. Estas animações ajudam a mostrar ao jogador que ele está forçando a situação, e o ensinará a respeitar a defesa da próxima vez. Se você não consegue desviar da defesa, algumas vezes é melhor tentar um tiro “floater”.

O Gatilho do PS5

Algo que nos anima muito como desenvolvedores é a introdução de novidades de hardware que chegam junto com os novos consoles. Quando ouvimos falar sobre os gatilhos adaptáveis do Cntrole DualSense pela primeira vez, imediatamente começamos a pensar em maneiras de usá-los para melhorar a experiência de jogabilidade. Assim que conseguimos os kits para desenvolvedores, o nosso engenheiro chefe experimentou vários protótipos para achar o que fizesse mais sentido em um jogo de basquete.

No caso dos gatilhos adaptáveis, decidimos usá-los para transmitir energia/fadiga. Conforme se move pela quadra, você sentirá mais e mais resistência no gatilho de corrida, conforme a energia de seu jogador diminui. Também usamos resistência adaptável no pós jogo. Jogadores fortes no pós-jogo sentirão pouca resistência no L2 quanto enfrentar oponentes mais fracos, mas você terá que usar mais força para pressionar o L2 no caso oposto. É bem interessante e ajuda na imersão da experiência de estar em uma quadra de basquete! 

No caso da resposta tátil, a usamos para acentuar os nossos vários sistemas de colisão. Boxouts, body-up rides, colisões off-ball… basicamente qualquer situação onde os jogadores fazem contato significante fará o controle vibrar de várias intensidades, dependendo da força do jogador envolvido e da severidade do impacto. É tão legal sentir a diferença em suas mãos entre uma raspada de leve e uma colisão direta.Também é uma ótima ferramenta de reforço para entender quando você está pedindo demais dos seus jogadores na quadra, o que pode baixar seus níveis de stamina e energia e potencialmente causar problemas em seu corpo graças ao nosso sistema de dano bem detalhado.

Há muito mais acontecendo na engenharia para elevar o patamar da tecnologia de próxima geração de NBA 2K21, mas essas são as principais que gostaria de destacar hoje. Nova tecnologia é sempre emocionante e adoro ver os avanços no hardware levando a avanços de software., que então cria nova jogabilidade e eleva o gênero ainda mais. Não perca a Courtside Report final da próxima semana, onde revelarei detalhes sobre builds de jogadores, badges, takeover, e melhorias da IA!

Participe da Conversa

Adicionar Comentário

Mas não seja mala!

Por favor, seja gentil, atencioso e construtivo. Para outros tópicos, dirija-se aos nossos Fóruns.

Deixe uma resposta

Por favor, informe a sua data de nascimento.